Maia evita falar sobre candidatura: ‘não sou carismático, não tenho frases de efeito’

Cogitado pelo DEM para disputar a presidência da República, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evitou falar sobre uma eventual candidatura; "Eu não sou carismático, não sei contar piadas, não tenho frases de efeito", afirmou o democrata; congressista disse que "quase não teve votos suficientes" para se eleger deputado federal pelo Rio; a entrevista foi concedida à BBC Brasil na Embaixada brasileira em Washington

Cogitado pelo DEM para disputar a presidência da República, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evitou falar sobre uma eventual candidatura; "Eu não sou carismático, não sei contar piadas, não tenho frases de efeito", afirmou o democrata; congressista disse que "quase não teve votos suficientes" para se eleger deputado federal pelo Rio; a entrevista foi concedida à BBC Brasil na Embaixada brasileira em Washington
Cogitado pelo DEM para disputar a presidência da República, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evitou falar sobre uma eventual candidatura; "Eu não sou carismático, não sei contar piadas, não tenho frases de efeito", afirmou o democrata; congressista disse que "quase não teve votos suficientes" para se eleger deputado federal pelo Rio; a entrevista foi concedida à BBC Brasil na Embaixada brasileira em Washington (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Cogitado pelo DEM para disputar a presidência da República, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evitou falar sobre uma eventual candidatura. 

"Eu não sou carismático, não sei contar piadas, não tenho frases de efeito. Então, sair de um patarmar de 1% das intenções de voto para 7% ou 8% não é um caminho fácil", afirmou o democrata. A entrevista foi concedida à BBC Brasil na Embaixada brasileira em Washington.

O congressista disse que "quase não teve votos suficientes" para se eleger deputado federal pelo Rio de Janeiro em 2014 - foi o 29º candidato mais votado do Estado. Ele foi eleito graças aos votos de sua coligação, puxada pelo PMDB.

Sobre uma possível candidatura, o parlamentar ponderou: "Agora não. Não depende de mim. Não fecho nenhuma porta".

Maia é visto com simpatia por parlamentares. Além de ter sido eleito para presidir a Câmara, a Casa aprovou o teto de gastos e da reforma trabalhista.

Também à BBC Brasil, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), afirmou que "Maia é neste momento o único pré-candidato do DEM ao Planalto e seu nome será apresentado na convenção do partido no mês que vem". "O Rodrigo teve uma estratégia bem elaborada, e hoje eu não sou mais um nome viável."

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247