Mais quatro barragens da Vale correm alto risco de rompimento em Minas Gerais

A Agência Nacional de Mineração (ANM) advertiu que há quatro barragens da Vale no estado de Minas Gerais em risco de romper a qualquer momento. O estado já teve duas das maiores catástrofes ambientais da história do País

Barragem Sul Superior, na região de Barão de Cocais
Barragem Sul Superior, na região de Barão de Cocais (Foto: Reprodução/Google Maps)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Agência Nacional de Mineração (ANM) advertiu que há quatro barragens da Vale no estado de Minas Gerais em risco de romper a qualquer momento. As barragens em questão são: uma é a Sul Superior, na região de Barão de Cocais; outra é a B3/B4, próxima à comunidade de Macacos, na cidade de Nova Lima, além de Forquilha I e Forquilha II, ambas em Ouro Preto.

De acordo com o órgão, as construções apresentam falhas estruturais em decorrência da falta de manutenção e monitoramento. As informações sobre as foram apresentadas em uma audiência na Justiça Federal em Belo Horizonte, nesta sexta-feira (21). 

A Vale afirmou que realiza inspeções regulares em suas barragens, e que trabalha para permitir o acesso controlado nas estruturas. 

Minas teve duas das maiores catástrofes ambientais da história do País. Em 2015, uma barragem da Vale na cidade de Mariana (MG) rompeu-se, deixando 19 mortos. Em 2019 foi a vez do município de Brumadinho (MG) sofrer com um rompimento de uma barragem. Mais de 200 pessoas morreram.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247