Ministro do STJ derruba parte do sigilo do processo de Wilson Witzel

Decisão libera trechos da delação do ex-secretário de saúde Edmar Santos nos quais o governador afastado e mais três réus são citados

Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel 28/08/2020
Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel 28/08/2020 (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Adriana Cruz, Metrópoles - O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), derrubou apenas parte do sigilo do processo no qual é réu o governador afastado do Rio, Wilson Witzel. Na decisão da última quarta-feira (17/2), o magistrado liberou 11 anexos nos quais Witzel é citado pelo ex-secretário estadual de Saúde Edmar Santos.

Outros três réus, Lucas Tristão, ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, e os empresários Mário Peixoto e Gothardo Lopes Netto, também têm o direito de ter acesso às acusações relacionadas a eles.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email