Manifestações populares contra Bolsonaro mais uma vez derrotam o fascismo nas ruas

Movimentos sociais e torcidas organizadas se juntaram na tarde deste domingo (14), de forma pacífica, para protestar contra o racismo, o fascismo e Jair Bolsonaro, na avenida Paulista

(Foto: Paulo Pinto)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Movimentos sociais e torcidas organizadas se juntaram na tarde fria desta domingo (11)  para protestar contra o racismo, o fascismo e Jair Bolsonaro, na avenida Paulista. O ato começou no Masp e seguiu sentido bairro Paraíso. Segundo estimativa da Polícia Militar, havia cerca de mil pessoas.

Os movimentos defendem a saída de Bolsonaro e exibem mensagens contra o racismo e o fascismo, além de defender a ampliação de direitos da população. 

No ínício do ato, torcedores do Palmeiras chegaram ao Masp, na Avenida Paulista, em São Paulo, sob aplausos dos rivais corintianos (veja cenas abaixo). 

A presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT), participou do ato. "Corintianos e Palmeirenses unidos contra o fascismo e em defesa da democracia. Cena histórica!", escreveu Gleisi em sua página nas redes sociais.

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, afirmou que "mais uma vez o fascismo foi derrotado nas ruas".


Segundo informou o portal UOL, o início do ato, houve um princípio de confusão quando três jovens com símbolos nazistas passaram em frente à manifestação. Manifestantes antifascistas tentaram expulsá-los do local. Ao chegar próximo de uma viatura da PM estacionada, um dos manifestantes antifascistas denunciou os três neonazistas aos PMs. Os PMs afirmaram que levariam o denunciante e os neonazistas para a delegacia.

Veja cenas do ato: 


 

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247