MP pede prisão de cobrador de ônibus que se masturbou em frente a menina de 5 anos e tentou esfaquear passageiro

A Promotoria ainda acusou o então funcionário da empresa Sambaíba por atos libidinoso e obsceno, ameaça e agressão

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Redes sociais)


247 - O Ministério Público (MP) pediu neste mês à Justiça a prisão de um cobrador de ônibus acusado de se masturbar em frente a uma menina de 5 anos em São Paulo. O caso ocorreu em 2020, durante uma viagem na capital, e foi gravado à época pela mãe da criança. A reportagem é do portal G1.

A Promotoria ainda acusou o então funcionário da empresa Sambaíba por atos libidinoso e obsceno, ameaça e agressão. Segundo a denúncia, José Daniel de Lima também esfaqueou um dos passageiros que queriam levá-lo à delegacia naquela ocasião.

Até a última atualização desta reportagem, a 31ª Vara Criminal ainda não havia terminado de analisar a denúncia nem o pedido de prisão preventiva contra o cobrador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reportagem não conseguiu localizar José, que responde aos crimes em liberdade, nem sua defesa para comentarem o assunto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No vídeo que gravou e depois compartilhou na internet, a vendedora Elisangela Marques da Silva aparece repreendendo o cobrador. Ele está com a braguilha aberta, exibindo o pênis e tocando no órgão enquanto observa a filha da passageira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Você não tem vergonha na sua cara, não?", diz Elisangela. "Você não tem vergonha..."

Em seguida, a gravação termina. Em seu depoimento à Polícia Civil, a mulher contou que alertou o motorista do ônibus da linha Jardim Antárctica-Santana e outros passageiros sobre o que o cobrador havia feito quando passavam pela Rua Voluntários da Pátria, na Zona Norte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a mulher, José negou a acusação, dizendo que ela estava "louca".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email