No Rio, passeata tem confronto e presos

A passeata do Grito dos Excluídos acabou em confronto com policiais, no Centro do Rio de Janeiro, logo após o fim do desfile de 7 de Setembro; queima da bandeira nacional terminou com duas prisões; PMs usaram spray de pimenta contra manifestantes

A passeata do Grito dos Excluídos acabou em confronto com policiais, no Centro do Rio de Janeiro, logo após o fim do desfile de 7 de Setembro; queima da bandeira nacional terminou com duas prisões; PMs usaram spray de pimenta contra manifestantes
A passeata do Grito dos Excluídos acabou em confronto com policiais, no Centro do Rio de Janeiro, logo após o fim do desfile de 7 de Setembro; queima da bandeira nacional terminou com duas prisões; PMs usaram spray de pimenta contra manifestantes (Foto: Voney Malta)

Vitor Abdala/Agência Brasil - A passeata do Grito dos Excluídos no Rio de Janeiro teve confronto entre policiais e manifestantes no início da tarde de hoje (7). O protesto saiu por volta das 11h30, da Rua Uruguaiana e seguiu pela Avenida Presidente Vargas, no centro da cidade, logo depois do término da parada militar de 7 de Setembro.

Por volta das 12h30, na altura da Central do Brasil, manifestantes queimaram a bandeira nacional e policiais prenderam duas pessoas. Durante a prisão, houve empurra-empurra e os policiais usaram spray de pimenta para afastar os manifestantes.

Na confusão, uma mulher também foi presa. Os três foram encaminhados à delegacia. Depois do tumulto, parte dos manifestantes se dispersou, enquanto outro grupo manteve a caminhada até a estátua de Zumbi dos Palmares, onde houve discursos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247