PF apreende R$ 100 mil na casa de suspeito de hackear Moro

A Polícia Federal apreendeu R$ 100 mil na residência do DJ Gustavo Henrique Elias Santos, um dos quatro presos da Operação Spoofing; de Araraquara, Santos nega envolvimento nos ataques hacker

(Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

247 - A Polícia Federal apreendeu R$ 100 mil na residência do DJ Gustavo Henrique Elias Santos, um dos quatro presos da Operação Spoofing. 

De Araraquara, Santos nega envolvimento nos ataques hacker. Em depoimento à PF, ele contou que viu as mensagens no aparelho celular do amigo Walter Dalgatti Neto, também preso, relatou o seu advogado, Ariovaldo Moreira. 

Em depoimento à PF, Walter Dalgatti Neto confessou ter hackeado o celular de Sérgio Moro e outras autoridades. Ele permitiu que a PF tivesse acesso a todos os seus arquivos armazenados em nuvem e confirmou aos investigadores que o material divulgado pelo Intercept é fruto do ataque cibernético (leia mais no Brasil 247).

Ao decretar a prisão temporária de quatro investigados, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.º Vara Federal de Brasília, apontou para a incompatibilidade entre as movimentações financeiras e a renda mensal de casal Gustavo Henrique Elias Santos e Suellen Priscila de Oliveira, que em dois períodos de dois meses – abril a junho de 2018 e março a maio de 2019 – movimentou R$ 627 mil com renda mensal de R$ 5.058.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247