Polícia prende sete após ataques de criminosos em avenidas de Vitória

O Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Roberto Sá, afirmou que a polícia investiga a possibilidade de os ataques em Vitória, com tiros, depredações e fogos de artifício, terem sido motivados pela morte de um jovem de 17 anos durante um confronto entre agentes militares com bandidos no Complexo da Penha, região de intenso domínio do tráfico de drogas

(Foto: ABR | Reprodução/TV Gazeta)

247 - O Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Roberto Sá, informou nesta sexta-feira (14) que a polícia do estado prendeu sete pessoas suspeitas de ter ligação com os ataques em avenidas de Vitória (ES). Nesta manhã, criminosos armados atiraram várias vezes, soltaram fogos de artifício e depredaram carros nas Avenidas Leitão da Silva e Marechal Campos, Zona Sul da capital. Lojistas fecharam o comércio mais cedo. 

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, o secretário afirmou que a polícia investiga a possibilidade de os ataques terem sido motivados pela morte de um jovem de 17 anos durante um confronto entre agentes militares com bandidos no Complexo da Penha, região de intenso domínio do tráfico de drogas.

"Nós temos no ES do Espírito Santo grupos criminosos que tentam dominar determinados territórios e ali muitas vezes se deparam com a polícia militar ou com outros criminosos. Alguns conhecidos são o Primeiro Comando de Vitória, o Trem Bala. Temos uma indicação talvez de um acesso do PCC, mas não temos a certeza do PCC envolvendo o tráfico no Espírito Santo", afirma.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Sartório, disse que os ataques também podem ter sido uma forma de retaliação à ocupação policial que ocorre há dez dias no Bairro da Penha.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247