Polícia prende um segurança por tortura a adolescente em supermercado em SP

A polícia de São Paulo prendeu um dos seguranças suspeitos de torturar um adolescente de 17 anos no supermercado da rede Ricoy. O outro segurança agressor continua foragido e com a prisão decretada. Davi de Oliveira Fernandes foi preso em uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a delegacia de capturas. Ele está foi levado para o 80º Distrito Policial (DP).

247 - A polícia de São Paulo prendeu um dos seguranças suspeitos de torturar um adolescente de 17 anos no supermercado da rede Ricoy. O outro segurança agressor continua foragido e com a prisão decretada. Davi de Oliveira Fernandes foi preso em uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a delegacia de capturas. Ele está foi levado para o 80º Distrito Policial (DP). 

Fernandes será ouvido, depois passará por exame no IML e, em seguida, levado para o 2º DP.

A reportagem do portal G1 lembra o caso: "na segunda-feira (2), um vídeo que circulava nas redes sociais mostrava a agressão praticada com fios elétricos por dois seguranças em unidade da loja Avenida Yervant Kissajikia, Zona Sul da capital paulista. O jovem, que teria furtado chocolates, apareceu nu, com as mãos amarradas e a boca amordaçada nas imagens."

A matéria ainda retoma os desdobramentos da investigação: "a Polícia Civil iniciou uma investigação de crime de tortura e, no dia seguinte, identificou os dois seguranças, Waldir Bispo dos Santos e Davi de Oliveira Fernandes, que são funcionários da KRP Valente Zeladoria Patrimonial. Na quarta-feira (4), a Justiça decretou a prisão dos homens, que continuavam foragidos."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247