Praça do Pôr do Sol, destino popular em SP, será cercada por grades após pedido de moradores

Tapumes, que foram colocados para evitar aglomerações, vão ser retirados após a instalação. Obra custará R$ 650 mil para Prefeitura de SP. Objetivo de associação de moradores é evitar 'barulho' e 'lixo'. Especialista critica e diz que medida distancia população dos espaços públicos.

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiro, conhecida como Praça do Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, receberá grades definitivas em seu entorno, após pedidos de associações de moradores da região. A reportagem é do portal G1. 

Em abril de 2020, o local foi cercado por tapumes para evitar aglomerações durante a pandemia. Segundo a Prefeitura de São Paulo, os tapumes serão retirados após a instalação das grades. A gestão municipal já começou a realizar a obra no local.

Questionada, a Prefeitura informou que ainda estuda qual será o regulamento de uso da praça e horários de abertura. De acordo com a Subprefeitura de Pinheiros, o gradeamento tem o objetivo de "conservação do local, que contém características de parque e recebe grande quantidade de frequentadores".

Em 2015, o então prefeito Fernando Haddad (PT), por decreto, transformou a praça em um parque com objetivo de fornecer à sociedade espaços coletivos de lazer. Dois anos depois, João Doria (PSDB), quando estava a frente da Prefeitura, revogou a medida. À época, o tucano disse que a revogação possibilitaria que o espaço fosse adotado pela iniciativa privada para a realização de melhorias, o que não aconteceu.

A medida vem sifrendo diversas críticas por vetar a população ao acesso  a espaços coletivos de lazer. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email