Prefeitura do Rio concede à família de Moïse direito de administrar quiosque onde o congolês foi morto

O encontro com a família para iniciar os trâmites da permissão deve acontecer ainda neste sábado

www.brasil247.com - Fachada dos quiosques que serão transformados em memorial em homenagem à cultura congolesa e africana
Fachada dos quiosques que serão transformados em memorial em homenagem à cultura congolesa e africana (Foto: Divulgação)


247 - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD) anunciou neste sábado (5), através da sua conta no Twitter, que a família do congolês Moïse Mugenyi Kabagambe passará a ser a permissionária do quiosque Tropicália, onde ele foi brutalmente assassinado no dia 24 de janeiro. O encontro com a família para iniciar os trâmites da permissão deve acontecer ainda hoje, informa o jornal O Globo.

“A Orla Rio se comprometeu a isentá-los de pagamento de aluguel (que pode variar de R$ 1 mil a R$ 12 mil mensais, segundo a concessionária) e a arcar com a revitalização do quiosque em parceria com a prefeitura. É o mínimo de reparação diante da brutalidade que foi cometida contra Moïse”, explica o secretário municipal de Fazenda, Pedro Paulo. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda de acordo com a reportagem, os quiosques Biruta e Tropicália serão transformados pela prefeitura em um memorial em homenagem à cultura congolesa e africana.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email