PSDB pressiona Bruno Covas a desistir da reeleição em São Paulo

Covas poderia aceitar a desistência e tirar um ano sabático no exterior. Com isso, o governador João Doria apoiaria Joice Hasselmann, que se filiaria ao PSDB e abandonaria Jair Bolsonaro, seguindo o exemplo de Alexandre Frota

247 – "A pressão para que o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, desista de concorrer à reeleição no pleito do ano que vem está crescendo dentro de seu partido, o PSDB", informa o jornalista Igor Gielow, em reportagem na Folha de S. Paulo. "Há um grande temor no próprio PSDB, baseado em pesquisas internas que dão a Covas intenções de voto na casa dos 10%, sobre o quão competitivo o prefeito será se for candidato", afirma.

A reportagem também aponta que Covas poderia aceitar a desistência e tirar um ano sabático no exterior. Com isso, o governador João Doria apoiaria Joice Hasselmann, que se filiaria ao PSDB e abandonaria Bolsonaro, seguindo o exemplo de Alexandre Frota.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247