Rio terá protesto contra a Copa do Mundo

Ativistas estão convocando, pelas redes sociais, mais um protesto que tem como principal mote críticas à Copa; a manifestação está marcada para esta quarta-feira (12), com concentração na Candelária, Centro da cidade, às 18h; a mobilização, apelidada de "Ato Nacional do Não Vai Ter Copa", vai protestar contra a o projeto de lei 728, que segundo a postagem "pretende restringir e criar diversos crimes, entre eles, o crime de terrorismo"

Ativistas estão convocando, pelas redes sociais, mais um protesto que tem como principal mote críticas à Copa; a manifestação está marcada para esta quarta-feira (12), com concentração na Candelária, Centro da cidade, às 18h; a mobilização, apelidada de "Ato Nacional do Não Vai Ter Copa", vai protestar contra a o projeto de lei 728, que segundo a postagem "pretende restringir e criar diversos crimes, entre eles, o crime de terrorismo"
Ativistas estão convocando, pelas redes sociais, mais um protesto que tem como principal mote críticas à Copa; a manifestação está marcada para esta quarta-feira (12), com concentração na Candelária, Centro da cidade, às 18h; a mobilização, apelidada de "Ato Nacional do Não Vai Ter Copa", vai protestar contra a o projeto de lei 728, que segundo a postagem "pretende restringir e criar diversos crimes, entre eles, o crime de terrorismo" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - Ativistas estão convocando, pelas redes sociais, mais um protesto que tem como principal mote críticas à Copa do Mundo no Brasil. A manifestação está marcada para esta quarta-feira (12/3), com concentração na Candelária, Centro da cidade, às 18h. A mobilização, apelidada pelo grupo de "Ato Nacional do Não Vai Ter Copa", vai protestar contra a o projeto de lei 728, que segundo a postagem "pretende restringir e criar diversos crimes, entre eles, o crime de terrorismo".

A postagem cita ainda a Lei de Exceção da Fifa - Lei Geral da Copa - "que suspende muitos direitos constitucionais: entre outros absurdos restringe o direito de se manifestar, impede aulas em escolas públicas por 31 dias e restringe o nosso direito de ir e vir". Segundo o grupo, isso é para "impor uma copa para poucos, antipovo, que remove a população pobre e criminaliza os lutadores do povo".

A convocação ainda apresenta números relacionados ao megaevento esportivo. De acordo com as informações da postagem, são mais de 250.000 famílias removidas e ameaçadas em todo o país. No Rio de Janeiro são cerca de 40 mil e em São Paulo, 89.200. E conclui afirmando que os gastos para a Copa do Mundo passam os R$ 30 bilhões. "Somados, Copa do Mundo e Olimpíadas podem chegar a R$ 100 bilhões! Detalhe: As últimas três Copas do Mundo somadas chegam a R$ 25 bilhões", diz o grupo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email