Rocinha recebe o projeto Caravana do Trabalho

Os moradores vo obter servios como Banco de Empregos, emisso de Carteira de Trabalho e requisio de seguro desemprego

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio_247 - A Favela da Rocinha recebeu hoje (16) a Caravana do Trabalho. Em uma caminhão estacionado em um dos acessos à comunidade, moradores podem obter serviços como Banco de Empregos, emissão de Carteira de Trabalho e requisição de seguro desemprego. A caravana também oferece serviço de microcrédito, em que o comerciante pode ampliar o seu negócio ou regularizar a situação do empreendimento. Esse é o primeiro posto de microcrédito itinerante do estado.

O secretário estadual de Trabalho e Renda, Sérgio Zveiter, disse que o sistema de microcrédito é uma iniciativa da secretaria com a Investe Rio, agência de desenvolvimento do Estado, que oferece crédito entre R$ 300 e R$ 6 mil para o comerciante restaurar ou regularizar seu estabelecimento.

"Estamos fornecendo crédito para aqueles que já tem um bar, uma padaria ou lanchonete, como capital de giro. Para quem já tem o comércio, mas ainda está informal, nós também emprestamos o dinheiro para ele formalizar e viabilizar o negócio".

Zveiter informou que o serviço de microcrédito será expandido para outras comunidades em que foram implantadas unidades de Polícia Pacificadora (UPP), como ocorreu na Rocinha no último domingo (13). "Temos um projeto piloto na Rocinha e pretendemos estender para o Vidigal e Chácara do Céu. Posteriormente, por meio, da nossa Caravana de Trabalho, levaremos para as UPPs".

Os interessados pelo serviço devem comparecer à carreta portando identidade, CPF e comprovante de residência para fazer cadastro. O caminhão ficará na Rocinha por tempo indeterminado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email