São Conrado: mar destrói rampa de acesso à praia

As fortes ondas que atingiram a praia de São Conrado, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, provocaram o desabamento de uma rampa de acesso à areia; a praia fica em um nível abaixo ao calçadão da orla. Por isso, para acessar a areia os banhistas precisam recorrer a rampas de acesso; segundo a Secretaria Municipal de Saneamento e Recursos Hídricos, partes do calçadão também foram afetados pela ressaca; a secretaria informou que as áreas foram isoladas, mas que só será possível fazer os reparos necessários quando o mar voltar às suas condições normais

As fortes ondas que atingiram a praia de São Conrado, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, provocaram o desabamento de uma rampa de acesso à areia; a praia fica em um nível abaixo ao calçadão da orla. Por isso, para acessar a areia os banhistas precisam recorrer a rampas de acesso; segundo a Secretaria Municipal de Saneamento e Recursos Hídricos, partes do calçadão também foram afetados pela ressaca; a secretaria informou que as áreas foram isoladas, mas que só será possível fazer os reparos necessários quando o mar voltar às suas condições normais
As fortes ondas que atingiram a praia de São Conrado, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, provocaram o desabamento de uma rampa de acesso à areia; a praia fica em um nível abaixo ao calçadão da orla. Por isso, para acessar a areia os banhistas precisam recorrer a rampas de acesso; segundo a Secretaria Municipal de Saneamento e Recursos Hídricos, partes do calçadão também foram afetados pela ressaca; a secretaria informou que as áreas foram isoladas, mas que só será possível fazer os reparos necessários quando o mar voltar às suas condições normais (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

As fortes ondas que atingiram a praia de São Conrado, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, provocaram nesta quarta-feira (4) o desabamento de uma rampa de acesso à areia. A praia fica em um nível abaixo ao calçadão da orla. Por isso, para acessar a areia os banhistas precisam recorrer a rampas de acesso.

Segundo a Secretaria Municipal de Saneamento e Recursos Hídricos, partes do calçadão também foram afetados pela ressaca. A secretaria informou que as áreas foram isoladas, mas que só será possível fazer os reparos necessários quando o mar voltar às suas condições normais.

A rampa destruída pela ressaca de hoje fica bem próxima à ciclovia da Avenida Niemeyer, que teve um de seus trechos destruídos por uma forte onda há duas semanas. Duas pessoas morreram quando a onda atingiu a ciclovia e a derrubou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247