Se a lei permitisse, Cabral pegaria 305 anos de prisão

Recordista em denúncias na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o ex-governador do Rio de Janeiro Sério Cabral (PMDB) ainda tem sorte pelo fato de a legislação não permitir que alguém fique preso por mais de 30 anos; se Cabral for condenado pela Justiça nos 13 processos em que está denunciado, pegaria 305 anos, cinco meses e 11 dias de prisão

Ex-governador do Rio Sérgio Cabral 
Ex-governador do Rio Sérgio Cabral  (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Denunciado em 13 processos na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o ex-governador do Rio de Janeiro Sério Cabral (PMDB) ainda tem sorte pelo fato de a legislação não permitir que alguém fique preso por mais de 30 anos.

Se Cabral for condenado pela Justiça nos 13 processos em que está denunciado, pegaria 305 anos, cinco meses e 11 dias de prisão, conforme cálculo divulgado pela coluna de Lauro Jardim.

"Isso se forem consideradas somente as penas mínimas para cada crime, de acordo com o pedido pelo MPF", diz o texto.

O peemedebista foi preso em novembro de 2016 na operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato, por desvio de dinheiro de contratos públicos.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247