Vídeo retrata como a Lava Jato ajudou a quebrar o Rio e o Brasil

Um vídeo divulgado pelo mandato da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) mostra os estragos na economia do Rio de Janeiro e do País causados pela operação Lava Jato; "A Lava Jato deveria punir apenas os diretores envolvidos em corrupção, mas a operação preferiu punir as empresas nacionais", diz trecho do vídeo, que destaca também a destruição da indústria naval brasileira, que chegou a empregar 80 mil funcionários no País

Um vídeo divulgado pelo mandato da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) mostra os estragos na economia do Rio de Janeiro e do País causados pela operação Lava Jato; "A Lava Jato deveria punir apenas os diretores envolvidos em corrupção, mas a operação preferiu punir as empresas nacionais", diz trecho do vídeo, que destaca também a destruição da indústria naval brasileira, que chegou a empregar 80 mil funcionários no País
Um vídeo divulgado pelo mandato da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) mostra os estragos na economia do Rio de Janeiro e do País causados pela operação Lava Jato; "A Lava Jato deveria punir apenas os diretores envolvidos em corrupção, mas a operação preferiu punir as empresas nacionais", diz trecho do vídeo, que destaca também a destruição da indústria naval brasileira, que chegou a empregar 80 mil funcionários no País (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - Um vídeo divulgado pelo mandato da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) mostra os estragos na economia do Rio de Janeiro e do País causados pela operação Lava Jato. 

"A Lava Jato deveria punir apenas os diretores envolvidos em corrupção, mas a operação preferiu punir as empresas nacionais", diz trecho do vídeo. 

Assista acima. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247