Vítima dos abusos da Lava Jato no Rio, Eduardo Paes vai ao CNJ para afastar Marcelo Bretas da magistratura

Paes cita episódios relacionados às eleições de 2018 em que o juiz teria atuado para prejudicá-lo a três dias do primeiro turno, em favor de Witzel

www.brasil247.com - O juiz Federal titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas
O juiz Federal titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)


Agenda do Poder - Após ter a ação original arquivada pelo Ministro Ricardo Lewandowsky, do STF, por absoluta falta de provas, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, acionou o Conselho Nacional de Justiça nesta segunda-feira, 26, para pedir que o órgão  abra processo disciplinar contra o juiz federal Marcelo Bretas, que conduziu as investigações da Lava-Jato no estado.

Vítima dos abusos e arbítrios do magistrado, Paes cita episódios relacionados às eleições de 2018 em que o juiz teria atuado para prejudicá-lo a três dias do primeiro turno, em favor de Wilson Witzel.  

Além da abertura de processo, Paes pede que o órgão afaste liminarmente Bretas de suas funções na Sétima Vara Federal do Rio.

O caso está nas mãos do corregedor nacional de Justiça, o ministro do STJ, Luís Felipe Salomão.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247