Bolsonaro destrói a democracia, diz Pimenta após demissão no INPE

"A demissão de Ricardo Galvão da direção do INPE é mais uma amostra do autoritarismo de Bolsonaro e da destruição da democracia e do Estado de Direito no Brasil. Tempos duros, mas esse fascismo será contido e a democracia vai florescer novamente!", afirmou o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS)

(Foto: Michel Jesus - Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), criticou a demissão do diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galvão. 

"A demissão de Ricardo Galvão da direção do INPE é mais uma amostra do autoritarismo de Bolsonaro e da destruição da democracia e do Estado de Direito no Brasil. Tempos duros, mas esse fascismo será contido e a democracia vai florescer novamente!", escreveu o parlamentar no Twitter.

O agora ex-dirigente revoltou o presidente Jair  Bolsonaro ao contradizê-lo e destacar aumento do desmatamento no Brasil.  "Isso é uma piada de um garoto de 14 anos que não cabe a um presidente da república fazer", rebateu Galvão, criticando a fala de Bolsonaro de que "não existe desmatamento no Brasil". 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247