Câmara mantém salário e plano de saúde do homem da mala de Temer

Apesar de afastado do mandato após ter sido filmado pela Polícia Federal carregando uma mala com R$ 500 mil em propinas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) continuará recebendo seu salário de R$ 33.763,00 e terá direito de manter o plano de saúde dos servidores do Legislativo

Rocha Loures
Rocha Loures (Foto: Paulo Emílio)

Paraná 247 - Apesar de afastado do mandato após ter sido filmado pela Polícia Federal carregando uma mala com R$ 500 mil em propinas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) continuará recebendo seu salário de R$ 33.763,00 e terá direito de manter o plano de saúde dos servidores do Legislativo.

A Mesa Diretora da Câmara, porém, optou por suspender outras vantagens, como a verba de gabinete e o auxílio-moradia do parlamentar.

Além de ser flagrado pela PF com a mala da propina, Loures foi citado por Michel Temer em uma gravação feita pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, como sendo o seu homem de confiança e com o qual o empresário poderia tratar de "tudo" que fosse de interesse do grupo.

Loures era assessor de Temer desde que o peemedebista assumiu a Presidência da República. Ele já trabalhava com Temer quando ele era vice-presidente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247