Curitiba também estará pronta na última hora

No Twitter, secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse que, assim como o Itaquerão, em SP, Arena da Baixada está atrasada: "Ainda há muito a fazer dentro e fora do estádio"; evento-teste para a Copa do Mundo foi marcado para o dia 14 de maio, com a capacidade máxima para 43 mil pessoas

No Twitter, secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse que, assim como o Itaquerão, em SP, Arena da Baixada está atrasada: "Ainda há muito a fazer dentro e fora do estádio"; evento-teste para a Copa do Mundo foi marcado para o dia 14 de maio, com a capacidade máxima para 43 mil pessoas
No Twitter, secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse que, assim como o Itaquerão, em SP, Arena da Baixada está atrasada: "Ainda há muito a fazer dentro e fora do estádio"; evento-teste para a Copa do Mundo foi marcado para o dia 14 de maio, com a capacidade máxima para 43 mil pessoas (Foto: Roberta Namour)

247 – Em visita à Arena da Baixada, em Curitiba, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, voltou a criticar os atrasos do Brasil para a Copa. "Ainda há muito a fazer dentro e fora do estádio", afirmou no Twitter. Em passagem por São Paulo, durante inspeção no Itaquerão, reclamou disse que estádio ficara pronto na última hora.

Leia a matéria do Portal da Copa sobre o assunto:

Evento-teste na Arena da Baixada será no dia 14 de maio

O evento-teste para a Copa do Mundo na Arena da Baixada, em Curitiba, será no dia 14 de maio, com a capacidade máxima para 43 mil pessoas. O anúncio foi feito nesta terça-feira (22.04), após visita da comitiva do governo federal, da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) ao estádio. O secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, cobrou a conclusão de fases essenciais da obra como a colocação dos assentos - 27 mil foram instalados - e cuidados com o gramado.

“Fui o primeiro a dizer que precisamos de mais de um teste e aqui teremos só um, com lotação completa. Não teremos uma segunda chance, então, teremos que fazer tudo correto e o estádio tem que estar pronto em 13 de maio”, afirmou.

Apesar da cobrança, Valcke destacou que todos estavam certos em confiar na capacidade de Curitiba em receber a Copa do Mundo. A arena esteve ameaçada, mas foi reconfirmada como sede de jogos em fevereiro, após os responsáveis pelo projeto apresentarem novo cronograma e ações para acelerar o empreendimento. O dirigente lembrou que na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, algumas etapas também foram concluídas nos últimos momentos. “Todos tiveram razão em confiar em Curitiba. A liberação das verbas foi algo importante. Muito trabalho foi feito desde então, mas, ainda falta trabalho e não é pouco. Pelo que nós vemos daqui, o que vai ser usado por jogadores, torcedores e imprensa, estará 100%”, disse Valcke.

A confiança na cidade foi reforçada pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que se disse otimista apesar de ter cobrado pelas medidas necessárias para a conclusão da arena. “Todos nós testemunhamos o esforço que está sendo realizado para organizarmos no Brasil uma Copa à altura das expectativas do mundo. Tenho uma visão otimista, mas um otimismo crítico, consciente das nossas dificuldades, mas confiante na capacidade do Atlético Paranaense, do Paraná e de Curitiba”, afirmou Rebelo.

O presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, agradeceu o apoio do governo federal e da FIFA. “Gostaria de agradecer a confiança e dizer que estamos na reta final. Estamos nos comprometendo novamente e não vamos decepcionar”.

O secretário municipal para assuntos da Copa, Reginaldo Cordeiro, confirmou a liberação de R$ 12 milhões da Fomento Paraná para a CAP/SA, empresa responsável pelas obras, nesta terça-feira. Ainda serão liberados mais R$ 19 milhões, do total de R$ 65 milhões destinados para a finalização do projeto.

Antes da coletiva de imprensa, Aldo Rebelo, Jérôme Valcke, o CEO do COL, Ricardo Trade, e o membro do conselho de administração do COL, o ex-jogador Ronaldo, se reuniram com o governador do Paraná, Beto Richa, com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, e com o presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, quando ouviram um relato sobre o andamento das obras. Antes, os visitantes passaram pelas instalações do estádio como arquibancadas, gramado, vestiários e áreas destinadas à imprensa e à circulação dos torcedores.

A parada na capital paranaense foi a segunda da série de visitas que a comitiva do governo federal, Comitê Organizador Local e a FIFA realizam esta semana. Pela manhã, a comitiva esteve em São Paulo. A próxima escala será em Cuiabá, nesta quarta-feira (23.04).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247