Deputado apresenta projeto para mudar trecho racista do hino do Rio Grande do Sul

Proposta do deputado estadual Luiz Fernando Mainardi vem após embate em Porto Alegre, quando a bancada negra de vereadores se recusou a levantar para a execução do hino gaúcho

Luiz Fernando Mainardi
Luiz Fernando Mainardi (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - No dia 1º de janeiro, quando foi realizada a cerimônia de posse dos novos vereadores de Porto Alegre (RS), uma cena repercutiu nacionalmente: a primeira bancada negra da história do legislativo da capital gaúcha se recusou a levantar para a execução do hino do Rio Grande do Sul.

O gesto de protesto, encampado pelos vereadores Karen Santos (PSOL), Bruna Rodrigues (PCdoB), Daiana Santos (PCdoB), Laura Sito (PT) e Matheus Gomes (PSOL), se deu pelo fato de um dos trechos do hino ser considerado racista.

“Povo que não tem virtude acaba por ser escravo”, diz o trecho em questão.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247