Dobra número de escolas com educação integral

Milhares de estudantes ficarão mais tempo nas escolas estaduais em 2014, segundo o governo do Paraná, que promete ampliar o número de atividades da educação integral; cerca de 1.000 escolas vão oferecer algum tipo de atividade para os alunos no contraturno, um aumento de quase 100% em relação a 2013; medida atende também escolas de educação especial, como Apaes – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - conveniadas com a Secretaria de Estado da Educação

01-04-13 - Escola Estadual MAria Gai Grendel no bairro Caximba rua Delegado Bruno de Almeida, aula de música com o professor e maestro Vitor Rodrigues . Foto: Hedeson Alves.
01-04-13 - Escola Estadual MAria Gai Grendel no bairro Caximba rua Delegado Bruno de Almeida, aula de música com o professor e maestro Vitor Rodrigues . Foto: Hedeson Alves. (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Milhares de estudantes ficarão mais tempo nas escolas estaduais em 2014. O Governo do Paraná vai ampliar o número de atividades da educação integral.

Cerca de 1.000 escolas vão oferecer algum tipo de atividade para os alunos no contraturno, um aumento de quase 100% em relação a 2013. Medida atende também escolas de educação especial, como Apaes – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - conveniadas com a Secretaria de Estado da Educação.

Aumento da oferta da educação integral é uma das ações mais importantes do governo na área da Educação. "Nosso principal compromisso é garantir aos alunos uma educação de qualidade. Ampliação de oportunidades de acesso, de permanência e de participação maior na escola permite alcançar esse objetivo", disse o vice-governador e secretário de Estado da Educação, Flávio Arns.

Os investimentos também acontecem nas áreas de infraestrutura e de recursos humanos para assegurar o desenvolvimento das atividades nas escolas.

"Temos construções, reformas e ampliações em diversas escolas pelo Paraná. Além de melhorar a infraestrutura, a educação integral exige mais professores e funcionários para que essa proposta pedagógica seja desenvolvida adequadamente", afirmou Arns.

A Secretaria da Educação já distribuiu as aulas para os professores que vão trabalhar com educação integral em 2014. A distribuição antecipada, que ocorre pelo terceiro ano consecutivo, facilita o planejamento das escolas e proporciona mais tranquilidade aos profissionais da educação.

A Política de Educação Integral em Jornada Ampliada contempla os programas de Aulas Especializadas de Treinamento Esportivo, de Atividades Complementares Curriculares Permanentes e Periódicas, o Esporte Cidadão Unilever, o Mais Educação e o Centro de Línguas Estrangeiras.

As atividades abordam diversos temas como experimentação e iniciação científica, cultura, arte, esporte, lazer, meio ambiente, saúde, tecnologias da informação, comunicação, mundo do trabalho, direitos humanos e aprofundamento da aprendizagem.

Esta política vai contribuir para redução de defasagens de aprendizagem e busca reduzir os índices de abando, evasão e reprovação. "Com essa perspectiva, nós estamos trabalhando na construção de uma proposta de educação integral que atenda às necessidades educacionais e sociais dos nossos alunos", disse a superintendente da Educação, Eliane Rocha.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email