“Eleição direta põe você no controle da sua vida”

Um dos mais ferrenhos críticos do governo Michel Temer, senador Roberto Requião (PMDB-PR) voltou a usar o Twitter para pedir eleição direta para presidente da República. "Diretas já. Eu voto,você vota e a maioria decide o projeto de governo que quer para o País", disse o parlamentar; "Eleição direta põe voçê no controle de sua vida e de nosso país. Diretas Já Vc no controle"; parlamentar também criticou a política econômica do atual governo, que entregou partes do pré-sal para empresas estrangeiras; "Que o Brasil seja dos brasileiros"; assista ao vídeo

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede votação do projeto que facilita o pagamento das dívidas de estados e municípios com a União (PLC 99/13)
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede votação do projeto que facilita o pagamento das dívidas de estados e municípios com a União (PLC 99/13) (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - Um dos mais ferrenhos críticos do governo Michel Temer, senador Roberto Requião (PMDB-PR) voltou a usar o Twitter para pedir eleição direta para presidente da República. "Diretas já. Eu voto,você vota e a maioria decide o projeto de governo que quer para o País", disse o parlamentar. "Eleição direta põe voçê no controle de sua vida e de nosso país. Diretas Já Vc no controle", complementou.

Em outro pronunciamento, por vídeo, o parlamentar criticou a política econômica do atual governo, que entregou partes do pré-sal para empresas estrangeiras. "Brasil quer submissão absoluta a outros países ou estamos construindo um tipo diferente de civilização, mais solidariedade, mais ética? Que o Brasil seja dos brasileiros!", disse, que já havia criticado, também pelo Twitter, a operação da Petrobras que vendeu participações em áreas do pré-sal e usinas térmicas para a francesa Total. 

A operação tem o valor total de US$ 2,2 bilhões, dos quais cerca de US$ 1,6 bilhão entrarão no caixa da estatal quando o contrato for assinado, em até 60 dias. "O fato foi criminosa e remunerada entrega do pré sal para a TOTAL. A narrativa foi de "acordo de troca tecnológica". Atrás do power point?", afirmou; "Não é possível que nosso Brasil não acorde. Escravizam povo e alienam nossa soberania. No senado domina quem vende mandato, vende o Brasil?", questionou.  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247