Estudantes vão debater e são recebidos com spray de pimenta no Senado

A polícia legislativa do Senado recebeu com spray de pimenta nesta tarde estudantes paranaenses que viajaram até Brasília para acompanhar audiência pública sobre a MP 746 (reforma do ensino médio) e discutir a PEC 55, do teto dos gastos; os adolescentes faziam um cordão em frente à entrada do Senado em protesto contras as propostas quando foram surpreendidos com os jatos de spray de pimenta e impedidos de entrar na Casa; segundo o grupo, os policiais ainda utilizaram armas de choque elétrico; "Estudantes querem debater a PEC. Querem ser ouvidos. Querem participar e defender seus direitos. É lamentável que sejam recepcionados desta maneira", protestou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); assista

A polícia legislativa do Senado recebeu com spray de pimenta nesta tarde estudantes paranaenses que viajaram até Brasília para acompanhar audiência pública sobre a MP 746 (reforma do ensino médio) e discutir a PEC 55, do teto dos gastos; os adolescentes faziam um cordão em frente à entrada do Senado em protesto contras as propostas quando foram surpreendidos com os jatos de spray de pimenta e impedidos de entrar na Casa; segundo o grupo, os policiais ainda utilizaram armas de choque elétrico; "Estudantes querem debater a PEC. Querem ser ouvidos. Querem participar e defender seus direitos. É lamentável que sejam recepcionados desta maneira", protestou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); assista
A polícia legislativa do Senado recebeu com spray de pimenta nesta tarde estudantes paranaenses que viajaram até Brasília para acompanhar audiência pública sobre a MP 746 (reforma do ensino médio) e discutir a PEC 55, do teto dos gastos; os adolescentes faziam um cordão em frente à entrada do Senado em protesto contras as propostas quando foram surpreendidos com os jatos de spray de pimenta e impedidos de entrar na Casa; segundo o grupo, os policiais ainda utilizaram armas de choque elétrico; "Estudantes querem debater a PEC. Querem ser ouvidos. Querem participar e defender seus direitos. É lamentável que sejam recepcionados desta maneira", protestou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); assista (Foto: Romulo Faro)

247, com Blog do Esmael Morais - A Polícia Legislativa do Senado agrediu nesta tarde estudantes paranaenses que viajaram até Brasília para acompanhar audiência pública sobre a MP 746 (reforma do ensino médio) e a PEC 55 (antiga PEC 241), que congela os gastos públicos por 20 anos e que agora está em debate no Senado.

Os policiais receberam os estudantes secundaristas com spray de pimenta. O grupo, que fazia um cordão em frente à entrada do Senado em protesto às medidas do governo Temer, foi impedido de entrar no Senado e surpreendido com os jatos de spray de pimenta.

Eles denunciaram ainda que os policiais utilizaram armas de choque elétrico. Entre humilhação e confusão, alguns estudantes se sentiram mal com a agressão sofrida e houve caso de estudante que foi parar no hospital, conforme denunciou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), durante sessão na Casa.

"Estudantes querem debater a PEC. Querem ser ouvidos. Querem participar e defender seus direitos. É lamentável que sejam recepcionados desta maneira. O estado de exceção casa vez mais evidente. Inadmissível!", protestou a senadora, sobe o episódio.

Os estudantes do Paraná se encontraram com uma caravana de Goiânia, que também pretendia acompanhar uma audiência sobre a MP 746 (reforma do ensino médio) no Senado.

Confira o momento da agressão nos vídeos abaixo:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247