“Fake News”: Gazeta do Povo divulga pesquisa antiga pró-Beto Richa

"Segundo levantamento publicado neste sábado (15) pelo blog Gazeta do Povo, a aprovação do governador Beto Richa (PSDB) “subiu” em meio às denúncias de corrupção no Porto e propina na Odebrecht.  A pesquisa do instituto foi realizada entre 17 e 21 de março, portanto, na atual conjuntura, cheira a naftalina e parece mais antiga que amarrar cachorro com linguiça. Nesse intervalo de um mês, o governador Beto Richa foi alvo de mais dois inquéritos no Superior Tribunal de Justiça", informa o jornalista Esmael Morais

www.brasil247.com - Caldas Novas- GO- Brasil- 13/04/2015- O governador do Paraná, Beto Richa, durante visita do ministro da pesca e aquicultura, Helder barbalho. Foto: Orlando Kissner/ Fotos Públicas
Caldas Novas- GO- Brasil- 13/04/2015- O governador do Paraná, Beto Richa, durante visita do ministro da pesca e aquicultura, Helder barbalho. Foto: Orlando Kissner/ Fotos Públicas (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Esmael Morais

Segundo levantamento publicado neste sábado (15) pelo blog Gazeta do Povo, a aprovação do governador Beto Richa (PSDB) “subiu” em meio às denúncias de corrupção no Porto e propina na Odebrecht. 

O ex-jornal divulgou uma sondagem da Paraná Pesquisas realizada há um mês.

A pesquisa do instituto foi realizada entre 17 e 21 de março, portanto, na atual conjuntura, cheira a naftalina e parece mais antiga que amarrar cachorro com linguiça.

PUBLICIDADE

Nesse intervalo de um mês, o governador Beto Richa foi alvo de mais dois inquéritos no Superior Tribunal de Justiça.

Segundo levantamento publicado neste sábado (15) pelo blog Gazeta do Povo, a aprovação do governador Beto Richa (PSDB) “subiu” em meio às denúncias de corrupção no Porto e propina na Odebrecht. 

PUBLICIDADE

O ex-jornal divulgou uma sondagem da Paraná Pesquisas realizada há um mês.

A pesquisa do instituto foi realizada entre 17 e 21 de março, portanto, na atual conjuntura, cheira a naftalina e parece mais antiga que amarrar cachorro com linguiça.

Nesse intervalo de um mês, o governador Beto Richa foi alvo de mais dois inquéritos no Superior Tribunal de Justiça.

PUBLICIDADE

O primeiro ocorreu em 30 de março quando a ministra do STJ Nancy Andrighi autorizou abertura de inquérito contra o tucano. Richa é suspeito de envolvimento em fraudes na concessão de licenças ambientais para o Porto de Paranaguá, originada pela Operação Superagui do Gaeco.

Noutra ação penal, de março de 2016, Beto Richa já era réu no STJ em ação que investiga propina na Receita Estadual. O desfalque no erário estadual seria de R$ 2 bilhões. Parte desse dinheiro teria irrigado a campanha de reeleição do governador do PSDB.

A mais nova bronca de Beto Richa, no entanto, tem a ver com a delação de Benedicto Júnior, o BJ, ex-presidente de Infraestrutura da Odebrecht.

PUBLICIDADE

O governador do PSDB, registrado nas planilhas de propina da empreiteira como “Brigão” e “Piloto”, recebeu mais de R$ 3 milhões nas últimas três campanhas eleitorais.

Por conta desse envolvimento com a Lava Jato, o STF autorizou que o STJ — que é o foro de governadores — a abrir novo inquérito contra Beto Richa.

A cientista política Ana Bitiruc disse que uma pesquisa que desconsidera os últimos acontecimentos políticos, no Paraná e no Brasil, pode ser confundida como “fake News”.

“Isto é ruim para a “credibilidade” da Gazeta do Povo e da Paraná Pesquisas”, adverte.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email