Filho de Lula acusa Lava Jato de vazar documentos ilegalmente

De acordo com a defesa de Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, jornalistas estão tendo acesso "amplo e irrestrito" aos autos por meio de uma senha fornecida pela assessoria de imprensa da Justiça Federal

Lula e Fábio Luís Lula da Silva
Lula e Fábio Luís Lula da Silva (Foto: Reprodução)

247 - O filho do ex-presidente Lula, Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, questionou a operação Lava Jato em Curitiba de divulgar documentos relacionados à operação Lava Jato irregularmente.

De acordo com a defesa de Lulinha, jornalistas estão tendo acesso "amplo e irrestrito" aos autos por meio de uma senha fornecida pela assessoria de imprensa da Justiça Federal.

"Revelou-se, assim, que as informações acobertadas pelo 'Sigilo Nível 1' do sistema e-proc —que somente deveriam ser acessíveis a 'usuários internos [desembargadores, juízes, servidores e auxiliares autorizados da Justiça Federal da 4ª Região] e partes do processo' — estão sendo livremente visualizadas (e posteriormente divulgadas!)", diz trecho de documento, ao qual o UOL teve acesso.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247