Gleisi condena abuso de poder de Moro contra Greenwald

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), criticou a iniciativa da PF de pedir ao Coaf investigação sobre as movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald; "A Constituição Brasileira garante proteção do sigilo da fonte e o livre exercício da imprensa. Mais um abuso de poder por parte do agora ministro de Bolsonaro", disse

(Foto: Gustavo Bezerra/PT na Câmara)

247 - A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), criticou a iniciativa da Polícia Federal de pedir ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) investigação sobre as movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald, que vem revelendo um conluio entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores da Operação Lava Jato. Quando era magistrado, o atual ministro da Justiça feriu a equidistância entre quem julga e quem acusa.

"Foi noticiado que a Polícia Federal quer investigar as atividades financeiras de @ggreenwald. A PF é subordinada a Moro, q vem tentando incriminar o jornalista desde q as revelações do Intercept vieram à tona", escreveu a parlamentar no Twitter. "A Constituição Brasileira garante proteção do sigilo da fonte e o livre exercício da imprensa. Mais um abuso de poder por parte do agora ministro de Bolsonaro", complementou.

A informação sobre a iniciativa da PF foi divulgada pelo site O Antagonista. Caso seja confirmada, Moro terá cometido o crime de improbidade administrativa, de acordo com o ex-deputado Wadih Damous, que também foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ).  

Ao vivo na TV 247 Youtube 247