Gleisi liga para líderes e desautoriza Mantega

Segundo a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a posição do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a obrigatoriedade de airbags e freios abs nos carros, não reflete a posição do governo; ministro defendeu adiamento de regra defendida pela Casa Civil

BRASÍLIA, DF, 22.08.2013: REUNIÃO CDES/DF - Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), no Palácio do Planalto. Participam os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e Marcelo Neri, da Secretaria de
BRASÍLIA, DF, 22.08.2013: REUNIÃO CDES/DF - Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), no Palácio do Planalto. Participam os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e Marcelo Neri, da Secretaria de (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, telefonou para líderes do Congresso Nacional e desautorizou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que afirmou que o governo adiaria a regra que exige das montadoras a fabricação de carros com airbags e freios abs, de modo a impedir mortes no trânsito. Segundo Gleisi, a posição de Guido não reflete uma decisão do governo. É o que informa Ilimar Franco, colunista do Globo:

Mantega desautorizado - ILIMAR FRANCO

A ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) está ligando para líderes no Congresso, avisando que o ministro Guido Mantega não fala pelo governo. Ela tenta contornar o mal-estar gerado por Mantega, ao defender que seja adiada a obrigatoriedade de airbags e freios abs nos carros. “O governo não tem decisão fechada, não bateu o martelo”, disse Gleisi, ontem, ao deputado Hugo Leal (PROS-RJ).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247