Greca alivia para os ricos, diz vereadora

O prefeito Rafael Greca (PMN) aliviou para os mais ricos de Curitiba ao retirar projetos que preveem aumento do Imposto para Transmissão de Bens Imóveis Inter–vivos (ITBI) e do Imposto Sobre Serviços (ISS), afirma a vereadora Noemia Rocha (PMDB); a Câmara Municipal de Curitiba amanheceu com “escudos” da tropa de choque e mãos de sangue na escadaria do prédio histórico; o protesto dos sindicatos é em referência à violência da PM, que assegurou no fim de junho a aprovação do pacote de maldades de Greca no cacete e na porrada

O prefeito Rafael Greca (PMN) aliviou para os mais ricos de Curitiba ao retirar projetos que preveem aumento do Imposto para Transmissão de Bens Imóveis Inter–vivos (ITBI) e do Imposto Sobre Serviços (ISS), afirma a vereadora Noemia Rocha (PMDB); a Câmara Municipal de Curitiba amanheceu com “escudos” da tropa de choque e mãos de sangue na escadaria do prédio histórico; o protesto dos sindicatos é em referência à violência da PM, que assegurou no fim de junho a aprovação do pacote de maldades de Greca no cacete e na porrada
O prefeito Rafael Greca (PMN) aliviou para os mais ricos de Curitiba ao retirar projetos que preveem aumento do Imposto para Transmissão de Bens Imóveis Inter–vivos (ITBI) e do Imposto Sobre Serviços (ISS), afirma a vereadora Noemia Rocha (PMDB); a Câmara Municipal de Curitiba amanheceu com “escudos” da tropa de choque e mãos de sangue na escadaria do prédio histórico; o protesto dos sindicatos é em referência à violência da PM, que assegurou no fim de junho a aprovação do pacote de maldades de Greca no cacete e na porrada (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - O prefeito Rafael Greca (PMN) aliviou para os mais ricos de Curitiba ao retirar projetos que preveem aumento do Imposto para Transmissão de Bens Imóveis Inter–vivos (ITBI) e do Imposto Sobre Serviços (ISS), afirma a vereadora Noemia Rocha (PMDB).

Nesta terça (1º), na volta do recesso parlamentar, a Câmara Municipal de Curitiba amanheceu com “escudos” da tropa de choque e mãos de sangue na escadaria do prédio histórico. O protesto dos sindicatos é em referência à violência da PM, que assegurou no fim de junho a aprovação do pacote de maldades de Greca no cacete e na porrada.

Apesar desse aparente “recuo”, retirando projetos que aumenta os impostos ITBI e ISS, Greca prepara-se para o envio da segunda parte do pacotaço de maldades para a Câmara Municipal de Vereadores.

Em junho, o alcaide conseguiu aprovar com folga no legislativo cinco pontos polêmicos, dentre os quais, que retiram direitos e confisca a poupança previdenciária dos servidores municipais. A saber: 1- Estabelecimento de uma nova meta fiscal – a proposta altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e admite um deficit orçamentário em 2017 de R$ 2,1 bilhões; 2- Criação da Lei de Responsabilidade Fiscal do município; 3-Renegociação de dívidas da prefeitura com credores; 4- Congelamento do plano de carreira dos servidores; e 5- Mudanças no sistema previdenciário municipal

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247