Greve causa baixa adesão no retorno às aulas presenciais em Porto Alegre

O Sindicato dos Professores informou que, dentre as 98 escolas municipais da capital do Rio Grande do Sul, 72 declararam a incapacidade de retornar com aulas presenciais

(Foto: Reprodução/RBA/Tácio Melo/Secom)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cidade de Porto Alegre foram retomadas na última segunda-feira, 19. A adesão, porém, foi baixa devido a uma greve instaurada pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), que alega falta de condições sanitárias para um retorno das aulas por conta da pandemia do coronavírus.

O Simpa informou que, dentre as 98 escolas municipais da capital do Rio Grande do Sul, 72 declararam a incapacidade de retornar com aulas presenciais. Uns dos motivos alegados são a ausência de água, luz ou profissionais de limpeza nas unidades.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247