Lava Jato deve denunciar Lula nas próximas semanas

Após a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, de mandar para o juiz Sérgio Moro o inquérito sobre o ex-presidente, a força-tarefa da investigação deve apresentar nas próximas semanas ao magistrado de Curitiba as primeiras acusações formais com base em laudos periciais e análises de documentos apreendidos em março, na 24ª fase da Operação, chamada 'Aletheia', quando Lula foi levado coercitivamente a depor; os inquéritos apuram corrupção e lavagem de dinheiro na reforma de um sítio em Atibaia (SP), em um apartamento no Guarujá (SP) e em valores recebidos pelo Instituto Lula e pela empresa de palestras do ex-presidente, a LILS Palestras e Eventos

Após a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, de mandar para o juiz Sérgio Moro o inquérito sobre o ex-presidente, a força-tarefa da investigação deve apresentar nas próximas semanas ao magistrado de Curitiba as primeiras acusações formais com base em laudos periciais e análises de documentos apreendidos em março, na 24ª fase da Operação, chamada 'Aletheia', quando Lula foi levado coercitivamente a depor; os inquéritos apuram corrupção e lavagem de dinheiro na reforma de um sítio em Atibaia (SP), em um apartamento no Guarujá (SP) e em valores recebidos pelo Instituto Lula e pela empresa de palestras do ex-presidente, a LILS Palestras e Eventos
Após a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, de mandar para o juiz Sérgio Moro o inquérito sobre o ex-presidente, a força-tarefa da investigação deve apresentar nas próximas semanas ao magistrado de Curitiba as primeiras acusações formais com base em laudos periciais e análises de documentos apreendidos em março, na 24ª fase da Operação, chamada 'Aletheia', quando Lula foi levado coercitivamente a depor; os inquéritos apuram corrupção e lavagem de dinheiro na reforma de um sítio em Atibaia (SP), em um apartamento no Guarujá (SP) e em valores recebidos pelo Instituto Lula e pela empresa de palestras do ex-presidente, a LILS Palestras e Eventos (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Depois que voltou para as mãos do juiz Sérgio Moro os inquéritos sobre o ex-presidente Lula, com a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, da última segunda-feira 13, o petista deve ser alvo das primeiras denúncias formais da Operação Lava Jato nas próximas semanas, informa reportagem publicada no blog de Fausto Macedo.

A força-tarefa da investigação deve apresentar ao juiz de Curitiba acusações com base em laudos periciais e análises de documentos apreendidos em março, na 24ª fase da operação, chamada 'Aletheia', quando Lula foi levado coercitivamente a depor e o Instituto Lula foi alvo de mando de busca e apreensão.

Os inquéritos contra Lula investigam corrupção e lavagem de dinheiro na reforma de um sítio em Atibaia (SP), em um apartamento no Guarujá (SP) e em valores recebidos pelo Instituto Lula e pela empresa de palestras do ex-presidente, a LILS Palestras e Eventos. Há ainda a possibilidade de outra acusação com base na delação de Delcídio Amaral, que citou Lula no suposto esquema para calar o delator Nestor Cerveró.

O Instituto Lula já divulgou uma série de respostas sobre essas acusações, argumentando, por exemplo, que o ex-presidente tem sido alvo de "verdadeira devassa nos últimos anos". "Suas atividades, palestras, viagens, contas bancarias, absolutamente tudo foi investigado, e nada foi encontrado de ilegal ou irregular", diz nota divulgada em maio. Leia aqui outras respostas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247