Manuela D’Ávila: ataques de Olavo e Eduardo Bolsonaro refletem incômodo com liderança nas pesquisas

“Sabem por que a turma do gabinete do ódio está ‘convocando voluntários para uma guerra’ contra mim? Porque lideramos as pesquisas", afirmou Manuel D’Ávila no Twitter neste sábado

Manuela D'Ávila, Eduardo Bolsonaro e Olavo de Carvalho
Manuela D'Ávila, Eduardo Bolsonaro e Olavo de Carvalho (Foto: Divulgação | Câmara dos Deputados | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após ser atacada pelo guru bolsonarista Olavo de Carvalho e pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, a candidata à prefeitura de Porto Alegre pelo PCdoB, Manuela D’Ávila reagiu nas redes sociais:

“Sabem por que a turma do gabinete do ódio está ‘convocando voluntários para uma guerra’ contra mim? Porque lideramos as pesquisas e vamos juntas transformar Porto Alegre na capital da democracia e solidariedade”, afirmou no Twitter neste sábado, 10.

Ela respondeu a postagem de Eduardo Bolsonaro que chamou as pessoas a se voluntariar em uma “guerra” contra candidatura de Manuela. “Quem não está contaminado por essa doença [ser de esquerda] tem a obrigação de se voluntariar nesta guerra”, afirmou o parlamentar.

“Conheço a guerra que o filho do presidente convocou contra mim. Já os enfrentei antes. A guerra deles é feita com mentiras, ameaças, fake news e todo tipo de violência contra mim e minha família”, afirmou D’Ávila. “Mas não vão nos intimidar! seguiremos juntas, atentas e fortes”, concluiu fazendo relação com a eleição presidencial de 2018 que disputou, enquanto vice de Fernando Haddad (PT), contra Jair Bolsonaro.

Antes disso, o guru bolsonarista Olavo de Carvalho havia afirmado no Twitter, na quarta-feira, 8: “Alô, gaúcho! Vote na Manuela. Mostre a essa putada o quanto agüenta um cu de macho”.

Manuela lidera as pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de Porto Alegre com 24%, segundo o Ibope.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247