Marcelo Odebrecht pode ser solto hoje

Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará na nesta terça-feira pedidos de liberdade apresentados por Marcelo Odebrecht e de mais dois executivos da construtora, Márcio Faria e Rogério Santos de Araújo; presos em junho do ano passado na Lava Jato, os três já tiveram pedidos semelhantes negados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Justiça Federal; os habeas corpus agora serão analisados pelos ministros Teori Zavascki (relator e primeiro a votar), Dias Toffoli, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia

Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará na nesta terça-feira pedidos de liberdade apresentados por Marcelo Odebrecht e de mais dois executivos da construtora, Márcio Faria e Rogério Santos de Araújo; presos em junho do ano passado na Lava Jato, os três já tiveram pedidos semelhantes negados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Justiça Federal; os habeas corpus agora serão analisados pelos ministros Teori Zavascki (relator e primeiro a votar), Dias Toffoli, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia
Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará na nesta terça-feira pedidos de liberdade apresentados por Marcelo Odebrecht e de mais dois executivos da construtora, Márcio Faria e Rogério Santos de Araújo; presos em junho do ano passado na Lava Jato, os três já tiveram pedidos semelhantes negados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Justiça Federal; os habeas corpus agora serão analisados pelos ministros Teori Zavascki (relator e primeiro a votar), Dias Toffoli, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia (Foto: Roberta Namour)

247 – O empresário Marcelo Odebrecht pode ser solto nesta terça-feira. A segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará hoje os pedidos de liberdade apresentados pelo presidente da Odebrecht e de mais dois executivos da construtora, Márcio Faria e Rogério Santos de Araújo.

Presos em junho do ano passado na Lava Jato, os três já tiveram pedidos semelhantes negados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Justiça Federal.

Os habeas corpus agora serão analisados pelos ministros Teori Zavascki (relator e primeiro a votar), Dias Toffoli, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247