Moro questiona PF sobre vídeo de coercitiva de Lula

Após ação da defesa do ex-presidente que pede para que a produção do filme "Polícia Federal - A lei é para todos" e a imprensa não divulguem supostas imagens da condução coercitiva de Lula, que teriam sido feitas por agentes durante a ação em março do ano passado, o juiz Sergio Moro deu cinco dias para a PF dar "oportunos esclarecimentos e se manifestar sobre a petição (da defesa de Lula)"

www.brasil247.com - Após ação da defesa do ex-presidente que pede para que a produção do filme "Polícia Federal - A lei é para todos" e a imprensa não divulguem supostas imagens da condução coercitiva de Lula, que teriam sido feitas por agentes durante a ação em março do ano passado, o juiz Sergio Moro deu cinco dias para a PF dar "oportunos esclarecimentos e se manifestar sobre a petição (da defesa de Lula)"
Após ação da defesa do ex-presidente que pede para que a produção do filme "Polícia Federal - A lei é para todos" e a imprensa não divulguem supostas imagens da condução coercitiva de Lula, que teriam sido feitas por agentes durante a ação em março do ano passado, o juiz Sergio Moro deu cinco dias para a PF dar "oportunos esclarecimentos e se manifestar sobre a petição (da defesa de Lula)" (Foto: Gisele Federicce)


247 – O juiz Sergio Moro deu um prazo de cinco dias para que a Polícia Federal se manifeste a respeito de supostas imagens que teriam sido feitas durante a condução coercitiva do ex-presidente Lula, em março do ano passado.

O prazo foi concedida na última sexta-feira 24, depois que a defesa de Lula entrou com uma petição para que Moro proibisse que a produção do filme "Polícia Federal - A lei é para todos" e a imprensa de divulgarem as cenas.

Segundo reportagens divulgadas sobre o filme, agentes da PF teriam feito cenas com câmeras acopladas em seus uniformes. A filmagem da ação teria sido proibida, à época, pelo próprio Moro, lembrou a defesa de Lula na petição.

Ao analisar o pedido dos advogados, o juiz da Lava Jato afirmou que 'não cabe a este Juízo impor censura a veículos de comunicação ou mesmo à produção de algum filme'.

Mas acabou pedindo à PF "oportunos esclarecimentos e se manifestar sobre a petição (da defesa de Lula)".

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247