Para Francischini, CUT deve ser classificada como entidade “terrorista”

Depois de pedir a prisão do presidente da CUT, Vagner Freitas, por suposta incitação à violência, o deputado federal Fernando Francischini (SD) tenta classificar a entidade sindical como “terrorista”; "A CUT está se preparando para uma Guerra Civil para defender o PT. Estou aguardando a manifestação do Procurador-geral da República!!!", publicou o parlamentar no Facebook; a polêmica veio após o líder sindical afirmar que, se for necessário, os trabalhadores pegarão em armas para que a presidente Dilma não sofra impeachment  

Depois de pedir a prisão do presidente da CUT, Vagner Freitas, por suposta incitação à violência, o deputado federal Fernando Francischini (SD) tenta classificar a entidade sindical como “terrorista”; "A CUT está se preparando para uma Guerra Civil para defender o PT. Estou aguardando a manifestação do Procurador-geral da República!!!", publicou o parlamentar no Facebook; a polêmica veio após o líder sindical afirmar que, se for necessário, os trabalhadores pegarão em armas para que a presidente Dilma não sofra impeachment
 
Depois de pedir a prisão do presidente da CUT, Vagner Freitas, por suposta incitação à violência, o deputado federal Fernando Francischini (SD) tenta classificar a entidade sindical como “terrorista”; "A CUT está se preparando para uma Guerra Civil para defender o PT. Estou aguardando a manifestação do Procurador-geral da República!!!", publicou o parlamentar no Facebook; a polêmica veio após o líder sindical afirmar que, se for necessário, os trabalhadores pegarão em armas para que a presidente Dilma não sofra impeachment   (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - O deputado federal Fernando Francischini (SD) defende que a Central Única dos Trabalhadores (CUT) seja classificada como uma entidade "terrorista".

Isso porque, na semana passada, o presidente da CUT, Vagner Freitas, afirmou durante discurso em Brasília que os trabalhadores usariam suas armas para defender a presidente Dilma nas manifestações anti-governo realizadas no domingo.

“CUT está se preparando para uma Guerra Civil para defender o PT. Estou aguardando a manifestação do Procurador-geral da República!!!”, publicou Francischini no Facebook.

Logo após o discurso de Freitas, o deputado, ex-secretário de Segurança do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), já havia pedido a prisão do sindicalista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email