Real Time Big Data para o Rio Grande do Sul aponta equilíbrio nas disputas pelo governo e Senado

O levantamento, encomendado pela Record TV, entrevistou por telefone 1.500 eleitores do Rio Grande do Sul entre 26 e 27 de julho

www.brasil247.com -
(Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini | Clauber Cleber Caetano/PR)


247 - Pesquisa realizada pelo instituto Real Time Big Data e divulgada nesta quinta-feira, 28, aponta um cenário de equilíbrio na disputa pelo Senado no Rio Grande do Sul. 

Confira os números:

  • Hamilton Mourão (Republicanos): 24%
  • Ana Amélia Lemos (PSD): 20%
  • José Ivo Sartori (MDB): 17%
  • Nelson Marchezan Jr. (PSDB): 7%
  • Lasier Martins (Podemos): 5%
  • Comandante Nádia (PP): 3%
  • Roberto Robaina (PSOL): 1%
  • Branco/Nulo: 11%
  • Não sabem/Não responderam: 12%

Na disputa pelo governo estadual, há um empate técnico entre  Eduardo Leite (PSDB) e Onyx Lorenzoni (PL), considerando a margem de erro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira os números do cenário estimulado, em que são apresentados os nomes dos candidatos:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Eduardo Leite (PSDB): 29%
  • Onyx Lorenzoni (PL): 24%
  • Edegar Pretto (PT): 9%
  • Pedro Ruas (PSOL): 5%
  • Luiz Carlos Heinze (PP): 4%
  • Beto Albuquerque (PSB): 3%
  • Vieira da Cunha (PDT): 2%
  • Ricardo Jobin (Novo): 1%
  • Roberto Argenta (PSC): 1%
  • Gabriel Souza (MDB): 1%
  • Rejane de Oliveira (PSTU): 1%
  • Branco/Nulo: 10%
  • Não sabem/Não responderam: 10%.

O levantamento, encomendado pela Record TV, entrevistou por telefone 1.500 eleitores do Rio Grande do Sul entre 26 e 27 de julho. O levantamento foi registrado no TSE sob o número RS-04275/2022. A margem de erro é de três pontos percentuais e o nível de confiança, 95%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email