Requião: “quem tem que ser indenizada é a Petrobras”

Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o acordo fechado entre a Petrobras e a Justiça dos Estados Unidos, em que foi acertado o pagamento da estatal brasileira de R$ 10 bilhões a acionistas norte-americanos, e avaliou que "parece que o jogo do Ministério Público é desmoralizar a Petrobras, para que ela seja privatizada"; "Até as pedras sabem que a Petrobras não foi culpada, mas sim vítima do escândalo de corrupção investigado pela Lava Jato. E os culpados estão soltos depois de delações premiadas", lembrou Requião; assista

Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o acordo fechado entre a Petrobras e a Justiça dos Estados Unidos, em que foi acertado o pagamento da estatal brasileira de R$ 10 bilhões a acionistas norte-americanos, e avaliou que "parece que o jogo do Ministério Público é desmoralizar a Petrobras, para que ela seja privatizada"; "Até as pedras sabem que a Petrobras não foi culpada, mas sim vítima do escândalo de corrupção investigado pela Lava Jato. E os culpados estão soltos depois de delações premiadas", lembrou Requião; assista
Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o acordo fechado entre a Petrobras e a Justiça dos Estados Unidos, em que foi acertado o pagamento da estatal brasileira de R$ 10 bilhões a acionistas norte-americanos, e avaliou que "parece que o jogo do Ministério Público é desmoralizar a Petrobras, para que ela seja privatizada"; "Até as pedras sabem que a Petrobras não foi culpada, mas sim vítima do escândalo de corrupção investigado pela Lava Jato. E os culpados estão soltos depois de delações premiadas", lembrou Requião; assista (Foto: Gisele Federicce)

Paraná 247 - Numa transmissão ao vivo pelo Facebook, o senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou nesta quinta-feira 4 o acordo fechado entre a Petrobras e a Justiça dos Estados Unidos, em que foi acertado o pagamento da estatal brasileira de R$ 10 bilhões a acionistas norte-americanos para encerrar uma disputa judicial.

Requião avalia, em seu discurso no vídeo, que "parece que o jogo do Ministério Público é desmoralizar a Petrobras, para que ela seja privatizada". A Petrobras sequer foi condenada em primeira instância na ação coletiva apresentada por acionistas.

"Até as pedras sabem que a Petrobras não foi culpada, mas sim vítima do escândalo de corrupção investigado pela Lava Jato. E os culpados estão soltos depois de delações premiadas", lembrou Requião.

"Quem tem que ser indenizada é a Petrobras, não investidores americanos, que sequer eram acionistas da empresa à época que a ação coletiva foi apresentada", acrescenta o senador.

"A empresa está sendo dilapidada pelo Pedro Parente e pelo Michel Temer, em um esquema de retaliação para a privatização", conclui Requião.

Inscreva-se na TV 247 e assista:

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247