Requião quer ouvir Loures sobre caso JBS e Cade

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresentou requerimento à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira (30), para convidar o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a prestar esclarecimentos sobre a proposta de intermediação e defesa de interesses da empresa JBS junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade); "Como o assunto é de extrema relevância e tem impacto significativo no sistema de defesa da concorrência e do patrimônio público, entendo ser urgente que esta comissão ouça os atores envolvidos no caso para subsidiar a atividade legislativa", disse o senador

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresentou requerimento à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira (30), para convidar o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a prestar esclarecimentos sobre a proposta de intermediação e defesa de interesses da empresa JBS junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade); "Como o assunto é de extrema relevância e tem impacto significativo no sistema de defesa da concorrência e do patrimônio público, entendo ser urgente que esta comissão ouça os atores envolvidos no caso para subsidiar a atividade legislativa", disse o senador
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresentou requerimento à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira (30), para convidar o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a prestar esclarecimentos sobre a proposta de intermediação e defesa de interesses da empresa JBS junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade); "Como o assunto é de extrema relevância e tem impacto significativo no sistema de defesa da concorrência e do patrimônio público, entendo ser urgente que esta comissão ouça os atores envolvidos no caso para subsidiar a atividade legislativa", disse o senador (Foto: Aquiles Lins)

Agência Senado - O senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresentou requerimento à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira (30), para convidar o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a prestar esclarecimentos sobre a proposta de intermediação e defesa de interesses da empresa JBS junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Segundo Requião, foi amplamente noticiado pelos veículos de comunicação que o grupo JBS tem uma termelétrica em Cuiabá (MT) e tinha interesse na solução de um processo no Cade, onde a empresa questionava a preferência da Petrobras na compra do gás natural da Bolívia.

— Como o assunto é de extrema relevância e tem impacto significativo no sistema de defesa da concorrência e do patrimônio público, entendo ser urgente que esta comissão ouça os atores envolvidos no caso para subsidiar a atividade legislativa — disse o senador.

Requião afirmou ainda ser estranho o fato de o principal assessor do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter deixado o Ministério Público Federal para ser advogado assessor de uma denúncia premiada.

— Isso seria mais ou menos como se o nosso senador Ricardo Ferraço abdicasse do cargo agora, depois de ser relator da reforma trabalhista, para ser o advogado assessor da advocacia do trabalho da CNI [Confederação Nacional da Indústria]. Então eu acho que essa oitiva, através de um convite ao Dr. Rodrigo Rocha Loures seria muito interessante para o processo legislativo e o esclarecimento desses fatos — afirmou Requião.

O o requerimento de Roberto Requião foi lido e o presidente da CAE, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), informou que ele será discutido e votado em outra reunião. A próxima reunião da comissão está prevista para o dia 6 de junho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247