Tá nos trends

Internautas se revoltam com Monark por defender a existência do nazismo: "deveria estar preso"

O youtuber afirmou que "nazista tinha que ter um partido nazista reconhecido pela lei"

www.brasil247.com - Monark
Monark (Foto: Reprodução)


247 - Internautas se revoltaram na manhã desta terça-feira (8) com o youtuber Monark, tornando o podcaster o tema mais comentado do Twitter no Brasil. O youtuber defendeu, durante debate com os deputados federais Kim Kataguiri (DEM-SP) e Tabata Amaral (PSB-SP), o nazismo como 'liberdade de expressão'. 

"Nazista tinha que ter um partido nazista reconhecido pela lei", afirmou Monark, que recebeu o apoio de Kataguiri.

Internautas chamaram Monark de "supremacista branco" e o acusaram de antissemitismo. Além disso, diversas postagens pedem a prisão do youtuber.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja a repercussão:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email