Tá nos trends

Moro "ladrão" vai parar nos TT’s após denúncia do doleiro Youssef

Doleiro protegido por Moro no Banestado e na Lava Jato fez doações para a campanha de Álvaro Dias, padrinho político do ex-juiz, agora candidato a presidente

www.brasil247.com - Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: Agencia Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

Revista Fórum - O termo “ladrão”, com referência ao ex-juiz e presidenciável Sérgio Moro, foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta quarta-feira (29). O nome de Moro atrelado ao termo subiu por conta da denúncia de que o senador Álvaro Dias (PSDB) recebeu doações do doleiro Alberto Youssef, protegido do juiz na Lava Jato, durante a campanha ao parlamento em 1998.

Duas empresas de Youssef pagaram R$ 21 mil à época – cerca de R$ 81 mil hoje – em horas de voo em um jatinho para Dias, que se elegeu pelo PSDB, antes de migrar para o Podemos.

Relação longa

A ligação de Álvaro Dias e Youssef, que foi um dos primeiros delatores da Lava Jato e tem uma longa relação com Sergio Moro, foi divulgada com ares de escândalo por Jair Bolsonaro (PL) no último dia 12.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra na Fórum.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email