7 de setembro pode ser sim o dia do golpe que nos levará ao verdadeiro fundo do poço

Parece que em 7 de setembro poderá haver um golpe completamente diferente dos golpes militares anteriores

www.brasil247.com - Bolsonaro em ato pró-governo no Rio de Janeiro (23/05/21)
Bolsonaro em ato pró-governo no Rio de Janeiro (23/05/21) (Foto: Pilar Olivares/Reuters)


Os comandantes das Forças Armadas parecem que estão começando a ficar preocupados, pois estão com toda a razão, porque no dia 7 de setembro poderemos ter mais um golpe no Brasil que não atingirá somente os Poderes civis, mas principalmente as próprias Forças Armadas. 

Tradicionalmente as Forças Armadas é que golpeiam, isso no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, porém como é uma tradição de qualquer golpe, mesmo contra o fascismo, os golpes militares sempre procuram um superior para chefiar o seu movimento. A chamada Revolução do Cravos em Portugal, os capitães que a organizaram e ficaram com todo o risco e trabalho foram buscar na figura do general António de Spínola, um velho reacionário que não tinha nada com o movimento, mas mostrou publicamente o seu desconforto com o governo fascista português, para assumir como presidente da República. 

No Brasil sempre generais ou mesmo as figuras dos extintos marechais fora da guerra, sempre chefiaram os golpes militares, porém no Brasil se copiará alguns países africanos onde militares de baixa patente golpearam governos civis ou mesmo militares e depois os sargentos e tenentes assumiam a posição de generais. Esse tipo de movimento é extremamente perigoso para qualquer força armada golpista, pois a única coisa certa é que alguns comandantes máximos no desenrolar do movimento perderão a cabeça (literalmente). 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já em dezembro de 2016 escrevi um artigo que previa a tentativa de balcanização do Estado brasileiro no artigo intitulado “Porque da necessidade do fim do Estado Nacional”. No fim desse ano de 2016 enviei um artigo ao GGN em que formulava uma questão que respondi parcialmente no artigo (Qual é a verdadeira posição política de Jair Bolsonaro? Alguém sabe?) e complementarei nesse complementando o que escrevi já em 2020 em (O ativismo das patentes inferiores e o perigo da perda da hierarquia nas forças armadas).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Parece que em 7 de setembro poderá haver um golpe completamente diferente dos golpes militares anteriores que simplesmente seguem a definição da verdadeira posição política de Jair Bolsonaro, ou seja, o primeiro de uma série de golpistas que poderão levar a balcanização do Estado Brasileiro, ou seja, o esfacelamento da unidade nacional levando ao país a dividir-se e regredir social, política e economicamente a níveis da velha república.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Muitos pensam que será um golpe fascista, entretanto esse não ocorrerá, pois os patrocinadores de toda essa desgraça, o imperialismo norte-americano, a última coisa que desejariam seria a implantação de um regime fascista no Brasil. O que o nosso irmão do Norte pretende é simplesmente reduzir o Brasil a um Estado que foi reduzido a Líbia, ou seja, essa nação que era a de maior IDH de toda a África retrocedeu tanto que o comércio de escravos voltou naquele país dividido em frações. 

O mais interessante nesse possível golpe militar é que eles serão comandados pelas patentes menores das forças armadas e parte do oficialato superior que tem a mesma capacidade intelectual do atual ocupante da cadeira da presidência da república, ou seja, nula, e pela massa das polícias militares do país, sendo que as forças armadas deverão ser reduzidas ao máximo transformando-se em tropas auxiliares dos senhores da guerra que terão base regional. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ou seja, quem acha que a ditadura de 1964 foi ruim, se esse golpe vingar a situação ficará muito pior. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email