A perseguição absurda a Gabrielli

"Jose Sergio Gabrielli de Azevedo é um dos principais quadros da esquerda brasileira e profissional com enorme qualificação técnica. O ex-presidente da Petrobrás, que dignificou a estatal, sofre agora perseguição absurda, com a cassação de sua aposentadoria. Toda solidariedade a este grande companheiro", escreve Gilberto Maringoni

Ministro libera bens de Sergio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras
Ministro libera bens de Sergio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jose Sergio Gabrielli de Azevedo é um dos principais quadros da esquerda brasileira e profissional com enorme qualificação técnica. 

O ex-presidente da Petrobrás, que dignificou a estatal, sofre agora perseguição absurda, com a cassação de sua aposentadoria. Toda solidariedade a este grande companheiro.

A seguir, comentário de Patrícia Valim e a resposta de Gabrielli:

PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Gabrielli é um dos maiores quadros políticos do PT e do país de maneira geral: não à toa tem sido alvo de uma perseguição sem precedentes desde 2014. Abaixo, sua resposta sobre mais esse crime cometido pelo governo bolsonaro contra ele:

“Vou recorrer à Justiça contra esta absurda decisão de perseguição política. 

Minha aposentadoria é resultado de 36 anos e dois meses de vínculo com a UFBa e portanto não tem nada a ver com a Petrobras. 

Em relação aos fatos relacionados com a empresa não há qualquer indiciamento criminal e as investigações no âmbito do TCU são ainda investigações sem conclusões. 

A minha aposentadoria da UFBa é minha ÚNICA fonte de renda e portanto está absurda decisão da CGU é a condenação à morte econômica. Vou lutar até o limite pelos meus direitos”. 

Força, companheiro”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247