A Petrobras é nossa: agora ficou mais fácil entender a importância da empresa para o país

A greve dos caminhoneiros que parou o país e está se agravando graças à arrogância de Temer e seus aliados mais vicerais e fiéis, como o PSDB, é o efeito colateral de terem rifado a Petrobras deixarem a conta para o povo pagar

A greve dos caminhoneiros que parou o país e está se agravando graças à arrogância de Temer e seus aliados mais vicerais e fiéis, como o PSDB, é o efeito colateral de terem rifado a Petrobras deixarem a conta para o povo pagar
A greve dos caminhoneiros que parou o país e está se agravando graças à arrogância de Temer e seus aliados mais vicerais e fiéis, como o PSDB, é o efeito colateral de terem rifado a Petrobras deixarem a conta para o povo pagar (Foto: Alencar Santana Braga)

A greve dos caminhoneiros que parou o país e está se agravando graças à arrogância de Temer e seus aliados mais vicerais e fiéis, como o PSDB, é o efeito colateral de terem rifado a Petrobras deixarem a conta para o povo pagar.

Desde outubro, os caminhoneiros já anunciavam a possibilidade de paralisação e, dias antes de bloquearem as rodovias, tentaram dialogar com Temer, sem sucesso.

Os sucessivos aumentos no diesel - o estopim da greve - resultam de uma combinação explosiva, cujo principal componente foi a mudança do perfil da política da Petrobras, que passou a exportar mais petróleo in natura e deixou de refinar e produzir derivados, comprando no mercado internacional, principalmente dos EUA, a maior parte dos combustíveis consumidos no país, encarecendo os preços e nos deixando reféns.

Tudo para agradar os investidores estrangeiros, que não têm compromisso algum com o Brasil.

A Petrobras é uma empresa pública, do povo, uma das maiores petroleiras no mundo e fundamental para defender os interesses nacionais.

No entanto, sob o comando de Temer, ela tem priorizado preservar o interesse estrangeiro e enforcar os consumidores brasileiros.

Com a corda no pescoço, Temer quer fazer o povo pagar a conta: ao invés de tirar lucro dos rentistas e investidores, vai desonerar os impostos do diesel, reduzindo a arrecadação do país e ainda jogando parte da conta pra gasolina e para o gás de cozinha.

Assim, essa crise representa também uma oportunidade de a população perceber a importância estratégica da Petrobras na defesa da soberania nacional.

Não é admissível um país tão rico como o Brasil, com altas reservas e capacidade de refinar seu combustível, entregar seu petróleo cru para os gringos e comprar combustíveis a preços absurdos.

Temer e o PSDB atentam mais uma vez contra os brasileiros, são farinha do mesmo saco e subservientes do dinheiro internacional. Eles precisam sair do poder, antes que seja tarde demais.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247