A Porto Alegre, pelo Lula, pela Democracia, pelo Brasil

"Vamos a Porto Alegre a defender o Lula, a defender a democracia, a defender o Brasil – lutas que hoje se identificam plenamente. Não haverá democracia no Brasil sem o direito do Lula ser candidato. Não haverá recuperação do Brasil como país que luta contra a miséria e a injustiça, sem Lula presidente de novo do Brasil", escreve o colunista Emir Sader

Lula
Lula (Foto: Emir Sader)

Iremos a Porto Alegre, como fomos a Curitiba, duas vezes, acompanhar o Lula nos processos com que movem a maior perseguição política que um líder já teve na história do Brasil. Fomos acompanha-lo e o recebemos de volta, emocionado, ele ainda não se dava conta que havia feito a declaração mais importante e espetacular de toda a história jurídica do país.

Lula nos abriu tantos caminhos e nos conduziu por eles. Mostrou como era possível uma resistência de massas à ditadura militar, mobilizando o coração da classe operária, apelando para a solidariedade de todo o Brasil e derrotando, pela primeira vez, o governo militar.

Lula nos mostrou, em seguida, que um líder sindical poderia liderar a formação de um partido, um partido do trabalhadores. Um partido que foi aglutinando a amplos setores do pais, tornando-se o partido de esquerda mais importante da história do Brasil, da América Latina e do mundo contemporâneo.

Lula atreveu-se a ser o primeiro líder sindical a se candidatar à presidência da república, enfrentando o preconceito e a discriminação da direita brasileira. Lula comandou a organização de um grande programa de esquerda na resistência e na superação do neoliberalismo.

Lula foi o primeiro líder sindical a eleger-se presidente do Brasil e soube dirigir o governo mais popular da nossa história, o que mais combateu a miséria e a desigualdade, o que mais fez crescer a economia, o que mais projetou o nome do Brasil soberano no mundo. Lula tornou-se o líder político de esquerda de mais prestígio no mundo e o líder popular de mais apoio no Brasil.

Lula mostrou-nos que o Brasil tem jeito, que o Brasil pode elaborar seu próprio caminho de resolução dos seus problemas. Lula mostrou que o povo pode ser orgulhar do nosso país, pode esperar do Estado solução para seus problemas, se há governantes comprometidos com seus interesses, como o próprio Lula.

Lula tornou-se a referência mais importantes em todas as lutas decisivas do Brasil. Diante da ofensiva da direita, que derrubou o governo democraticamente eleito da Dilma, Lula tornou-se o líder mais decisivo na luta de resistência democrática, elevando de novo a moral e a combatividade do povo, circulando pelo Brasil com suas Caravanas, ouvindo o povo e conclamando-o a resistir ao governo da direita e a recuperar a esperança de um governo de esquerda no Brasil.

Lula representa hoje a única esperança concreta de contenção da ofensiva conservadora que trata de destruir o patrimônio nacional, os direitos dos trabalhadores, os programas sociais de apoio à massa da população pobre do Brasil, de destruir a imagem de um Brasil soberano no mundo.

Por isso o Lula é vitima da mais sórdida, da mais brutal campanha da direita contra um líder popular. Sem que tenha cometido nenhum crime, sem nenhuma prova das acusações que formulam contra ele, Lula nos mostra como enfrentar, com dignidade, com coragem, as ferozes perseguições politicas contra uma pessoa inocente.

Vamos a Porto Alegre a defender o Lula, a defender a democracia, a defender o Brasil – lutas que hoje se identificam plenamente. Não haverá democracia no Brasil sem o direito do Lula ser candidato. Não haverá recuperação do Brasil como país que luta contra a miséria e a injustiça, sem Lula presidente de novo do Brasil.

Por isso vamos todos a Porto Alegre dia 24, por isso lançaremos e apoiaremos Lula como candidato a presidente do Brasil, por isso estaremos com ele também na Caravana pelo Sul do Brasil. Por isso estaremos com o Lula onde o Lula estiver.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

O general Mourão e a ameaça militar
Giba Carvalheira

Esse tal do vice?

Sou nordestino, e vice para mim é uma gíria. Quer dizer: “eu vou alí, “vice?””?Pelo menos em Pernambuco. Porém todos sabem o que eu estou falando.PSL esfacelado, calunias escabrosas, a clã...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247