Aécio e Jucá lideram bancada Odebrecht

"Com 5 inquéritos cada um, os senadores Aécio Neves e Romero Jucá são os recordistas da lista de Janot, cujo sigilo acaba de ser quebrado pelo ministro Luiz Fachin, do STF, que também autorizou o início das investigações", destaca Alex Solnik; "A bancada Odebrecht é formada por 42 deputados e 29 senadores, alguns do PT, do PC do B, mas a maioria aliados do governo Temer que votaram pelo impeachment de Dilma. Destaque para os presidentes da Câmara (Rodrigo Maia) e do Senado (Eunício Oliveira) e para a cristã nova Marta Suplicy que saiu do PT criticando o comportamento ético do partido. República das Bananas é elogio", diz ele

 
senador Romero Jucá (PMDB-RR);
senador Aécio Neves (PSDB-MG)
 
  senador Romero Jucá (PMDB-RR); senador Aécio Neves (PSDB-MG)   (Foto: Alex Solnik)

Com 5 inquéritos cada um, os senadores Aécio Neves e Romero Jucá são os recordistas da lista de Janot, cujo sigilo acaba de ser quebrado pelo ministro Luiz Fachin, do STF, que também autorizou o início das investigações.

O senador Renan Calheiros está em segundo lugar, com 4 inquéritos.

Citado por delatores no episódio do jantar com Marcelo Odebrecht no Jaburu, Temer só não está na lista de investigados porque a constituição não permite investigar presidente da República por atos anteriores ao mandato, mas tudo indica que será alvo quando deixar de ser presidente.

Na lista de nove ministros a serem investigados, a grande surpresa é Roberto Freire, da Cultura, um dos mais moralistas críticos do PT.

Ao lado dele, o novo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, também combativo moralista anti-PT que, ao que tudo indica se inviabilizou no cargo. Qualquer viagem que fizer ao exterior vai ter que explicar porque está sendo investigado, o que é um enorme constrangimento para o governo e para os brasileiros.

Os demais são mais ou menos aqueles cujos nomes são ventilados aqui e ali: Eliseu Padilha, Moreira Franco, Bruno Araújo, Kassab, Blairo Maggi, Helder Barbalho, Marcos Pereira.

A bancada Odebrecht é formada por 42 deputados e 29 senadores, alguns do PT, do PC do B, mas a maioria aliados do governo Temer que votaram pelo impeachment de Dilma. Destaque para os presidentes da Câmara (Rodrigo Maia) e do Senado (Eunício Oliveira) e para a cristã nova Marta Suplicy que saiu do PT criticando o comportamento ético do partido.

República das Bananas é elogio.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Lula e o Santo Sudário
blog

Minha visita ao Lula

"A última vez que eu tinha estado com o Lula era quando ele tinha se despedido de cada um de nós, para ser levado para a Policia Federal em Curitiba. Nos meses anteriores eu tinha convivido como...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247