Algumas reflexões sobre Bolsonaro e o amanhã

O Brasil precisa mudar, é certo, e o sentido de mudança nos aproxima, embora a direção não. Queremos que ouçam nosso grito de "Basta!". Mas de que servirá dizer basta, se não soubermos quem restará. A justa indignação, transformada em ódio, turva os olhos, mata a esperança, e retira a capacidade de olhar em outra direção. Não esqueçamos que o caminho é tão importante quanto o objetivo. O amanhã poderá não vir com o sol que imaginamos.

Algumas reflexões sobre Bolsonaro e o amanhã
Algumas reflexões sobre Bolsonaro e o amanhã

O Brasil precisa mudar, é certo, e o sentido de mudança nos aproxima, embora a direção não.
Queremos que ouçam nosso grito de "Basta!".
Mas de que servirá dizer basta, se não soubermos quem restará.
A justa indignação, transformada em ódio, turva os olhos, mata a esperança, e retira a capacidade de olhar em outra direção.
Não esqueçamos que o caminho é tão importante quanto o objetivo.
O amanhã poderá não vir com o sol que imaginamos.

O que você sentirá se, após votar em Bolsonaro, sua filha for reprimida violentamente em uma manifestação de estudantes?
Se sua professora estiver com medo de falar o que pensa?
Se seu colega de trabalho for preso por fazer greve e defender seus direitos?
Se a tortura praticada pelo governo alcançar os seus?
Se todos os que você conhece, e não conhece, começarem a se armar?
O que você dirá aos seus filhos quando eles estiverem diante da televisão ouvindo as palavras de ódio do "presidente"?
Quando famílias estiverem divididas pelo ódio e pela intolerância?
Quando você não puder se aposentar?
Quando pessoas LGBT forem tratadas como doentes?
Quando as mulheres passarem a ganhar menos?
Quando assistir à perseguição aos imigrantes?
Quando inocentes forem mortos, em julgamentos sumários, suspeitos de serem bandidos?
Quando dependentes de drogas forem tratados como criminosos?
Quando as riquezas do país forem vendidas?
Quando a Amazônia for explorada e os índios expulsos de suas terras?
O que você sentirá quando sentar-se ao lado de uma pessoa negra?
Quando já não houver mais tempo para mudar e o arrependimento for seu único sentimento?
O que fará quando estiver sozinho, e eles tiverem calado a sua voz?
O que você fará quando "ele" já estiver em seu jardim?

Outro amanhã é possível, é preciso olhar ao lado. Deixar a razão vencer o ódio, e a esperança vencer o medo.
E se ao caminhar com Haddad não irá ganhar tudo que queria, é certo que não irá perder tudo que sonhou.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247