Auxílio Brasil começa não pagando R$ 400

"Justamente no momento em que milhões de brasileiros carecem demais do cobertor social do governo, a insegurança tomou conta da área social", aponta a jornalista Tereza Cruvinel

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


A mentira virou traço distintivo do governo Bolsonaro. Descumprir promessas também. O sucedâneo do Bolsa Família, o Auxílio Brasil, começou a ser pago e quem esperava receber R$ 400 ficou a ver navios. Chupando o dedo. O maior valor pago está sendo de R$ 217.  Só no ano que vem, está dizendo o governo, o valor subira. Mas não foi isso o prometido com o anúncio do novo programa.

Bolsonaro está fazendo uma das maiores lambanças de seu governo com a extinção de um programa perene, com critérios e contrapartidas claros,  internacionalmente aplaudido, como o Bolsa Família, trocando-o por um programa temporário, que só vai existir durante o ano eleitoral. Que, além de eleitoreiro e passageiro, não exige contrapartidas como a frequência escolar e a caderneta de vacinação atualizada.  Poderia ter mantido o Bolsa Família, aumentando sua dotação, os beneficiários e o valor do benefício. Mas o nome lembra Lula, e por isso ele acabou com o programa.

Justamente no momento em que milhões de brasileiros carecem demais do cobertor social do governo, a insegurança tomou conta da área social.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acho muito difícil o Senado aprovar a PEC dos precatórios tal como está. O que se busca ali é melhorar a arquitetura do programa, impedir o furo no teto de gastos e o calote dos precatórios. Não sei a que solução podem chegar mas quanto maior é a demora, maior é o sofrimento dos desvalidos. Especialmente daqueles que perderam tudo na pandemia, não integram o Bolsa Família, para receber pelo menos os R$ 217, e perderam o auxílio emergencial, que acabou em 31 de outubro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email