Bolsonaro precisa cair imediatamente

Eleito em cima de uma máquina de propaganda odiosa, com direção xenofóbica, racista, homofóbica e excludente, mais uma facada que dá o que falar, Bolsonaro não é um presidente na acepção da palavra

(Foto: Isac Nobrega - PR)

O ódio planejado e alimentado no Brasil desde 2005 conseguiu seu objetivo em 2016, com a farsa montada para destituir Dilma Rousseff. Desde então, o país seguiu à deriva com o golpista Michel Temer e sua ponte para o caos. Ela, ponte, desaguou na eleição de Jair Bolsonaro, o mais despreparado presidente que a República já teve. 

Há um ano e três meses o Brasil vive sob estagnação. O desemprego é oceânico, o consumo desabou e o futuro do país passa doze horas diárias em cima de uma bicicleta alugada, carregando uma caixa de comida nas costas em troca de, se muito, um salário mínimo. 

Eleito em cima de uma máquina de propaganda odiosa, com direção xenofóbica, racista, homofóbica e excludente, mais uma facada que dá o que falar, Bolsonaro não é um presidente na acepção da palavra, mas uma figura bravateira que vive a ofender jornalistas, que porque é incapaz de oferecer um único ato ou notícia que alivie a pressão cotidiana de dezenas de milhões de brasileiros. 

Economicamente, seu mandato é pautado pelo desastre. Politicamente, uma tragédia capaz de oferecer ao povo a fala de um imitador do nazista Goebbels, dentre outros ministros desajustados com inúmeras demonstrações de ignorância e desapreço às causas da população. 

Nada disso começou agora. Tem mais de um ano. Barbaridades diárias que, muitas vezes, serviram para camuflar escândalos inclusive criminais. Cortinas de fumaça. 

Hoje, estamos isolados nas casas por conta de uma tragédia mundial - isso para quem tem casa, já que o déficit habitacional do Brasil é de milhões de unidades. O que faz o presidente? Vai na contramão do mundo, dos cientistas, pesquisadores, especialistas em Saúde e recomenda que as pessoas façam uma procissão da morte, contaminando-se pelo Covid19, alegando que precisa salvar a economia nacional. Que economia, belzebu? Já vivemos num caos interminável por conta de um governo inepto cujo líder, que já não lidera muita coisa, sofre forte suspeita de ser mentalmente incapaz. E o atraso nas providências contra uma pandemia mundial está pronto para cobrar a conta, esmagando preferencialmente os mais pobres, com piores condições de isolamento social e IDH. Uma covardia irracional.

A questão do Covid19 não é um debate de direita versus esquerda, não é de conservadores versus progressistas. É de vida contra a morte, de união contra o genocídio. 

Bolsonaro não passou um único dia de seu governo sem agredir e confrontar. Não tem condições de liderar o diálogo, o entendimento e o progresso, pois sua essência rudimentar não lhe permite. Falta-lhe capacidade em todos os sentidos. Trata de assuntos gravíssimos como se tivesse uma receita de manga com farofa especial para resolvê-los, que ouviu falar num áudio do Whatsapp. E agora, com sua obsessão tresloucada em brigar contra a ciência e os fatos, coloca a vida de milhões de brasileiros em risco com suas bravatas irresponsáveis. Sua fala é a de um inimigo do povo brasileiro, não de um presidente. Não há um país no mundo em que alguém não pergunte "Como eles puderam eleger uma criatura assim?". 

Bolsonaro precisa cair porque é incapaz de governar um país, tratando a pátria como se fosse a casa de um tiozão do churrasco num condomínio luxuoso onde, ora, vejam só, sequer conhece os vizinhos. 

Bolsonaro precisa cair porque sua postura é antirrepublicana. Um homem que dirige o Estado e é contra ele. Que não tem diálogo, ponderação, apoio, sequer um partido. Não custa lembrar que, à época de sua campanha, teve a maior dificuldade em conseguir um vice-presidente: ninguém o queria. 

Bolsonaro precisa cair porque a presidência da República precisa ser exercida com lucidez, serenidade e plena saúde mental, predicados que nem de longe dispõe. E porque está alimentando uma verdadeira guerra contra os governadores, de esquerda e de direita, que cometeram o pecado de não acompanhá-lo nessa verdadeira jornada de Holocausto viral, que é a oposição ao isolamento social adotada em todo o mundo contra o Covid19. A Índia, que tem seis vezes mais gente do que o Brasil, acabou de decretar o isolamento total. 

Bolsonaro precisa cair porque o Brasil tem que voltar ao século XXI em vez de permanecer no XIX, ancorado num discurso oco, falacioso e alheio aos interesses nacionais. Nem seus aliados de primeira hora como Ronaldo Caiado o aguentam mais. Já entenderam que será impossível a estabilização do Brasil com um figurante boquirroto na presidência. A maior crise de saúde da história do Brasil está sendo tratada com deboche e descaso. 

Bolsonaro precisa cair porque o Brasil não tem a vocação de entrar em guerra com outros países, quanto mais consigo mesmo. Para de recuperar de tudo o que aconteceu e está acontecendo, o país precisa de equilíbrio - e isso é tudo que não se vê hoje na cadeira presidencial. 

O desastre ontem em rede nacional de TV pode levar o Brasil a milhares e milhares de mortes, tudo por conta de um pronunciamento irresponsável e irracional. 

Bolsonaro precisa cair imediatamente para que o país sobreviva. E enquanto não cair, viveremos à margem do mundo, esmagados econômica e socialmente, ridicularizados por toda parte. O Covid19 é "apenas" a desgraça maior, mas não quer dizer que já não as tenhamos aos montes, desde quando se resolveu destruir o Brasil para "combater a corrupção", entre aspas mesmo porque tudo é verborragia no país da arminha.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247