Carta aos/às colegas de História

Caros/as colegas de história de Caxias do Sul e região

www.brasil247.com - Representação da Revolução Francesa (1789 – 1794)
Representação da Revolução Francesa (1789 – 1794) (Foto: José Marcus de Castro Mattos)
Siga o Brasil 247 no Google News

A História nos convoca! Vivemos tempos tenebrosos. Nosso país é assolado, vilipendiado, atacado em sua soberania. O povo está sendo massacrado, literalmente assassinado, por uma quadrilha que se apossou do poder desde o golpe de 2016. Vos pergunto: ficaremos de braços cruzados, assistindo ao massacre do povo brasileiro e à entrega das nossas riquezas, sem esboçar reação alguma?

Enquanto enfrentamos a pior crise sanitária e política da nossa história, as elites nacionais se aproveitam para vender o que restou de nossas riquezas naturais e para atacar o que sobrou dos nossos direitos, utilizando-se do discurso do medo para colocar as organizações políticas e sociais, que construímos com muito sangue, suor e luta, na defensiva. O discurso do fique em casa nunca foi tão favorável para as classes dominantes, pois enquanto esperamos passivamente a situação melhorar, eles aproveitam para extrair o máximo de lucro possível com a desgraça do povo brasileiro, principalmente da classe trabalhadora.

Amplos setores da esquerda brasileira estão paralisados de medo. Ficaram apavorados, acuados, sem saber o que fazer, e terceirazaram a nossa luta para os meios institucionais e parlamentares, que são dominados pela própria direita golpista. Nos querem fazer acreditar que essa mesma direita, que deu o golpe em 2016 e que colocou Bolsonaro no poder, vai nos salvar da barbárie. Ora colegas, sejamos francos, alguém acredita que por esses meios alguma coisa irá mudar ou melhorar?

PUBLICIDADE

Nós, que observamos atentamente a história, que aprendemos com ela, sabemos que a única forma de fazer a roda da história girar para frente é lutando pelos nossos direitos. Estamos fartos de mandar e-mails e mensagens para parlamentares de direita, que nunca se importaram com os problemas sociais do povo brasileiro, e que sempre atuaram para entregar as riquezas do nosso país para o capital internacional. Enquanto perdemos tempo com essa distração inócua, continuamos perdendo direitos, seguimos sendo atacados impiedosamente, sem que os governos tenham qualquer tipo de misericórdia conosco.

Basta já de mandar e-mails e mensagens, de perder tempo com abaixo-assinados que não nos levarão a lugar algum. É hora de agir! Dia 30/04 haverá um ato presencial em frente à prefeitura de Caxias do Sul, para demonstrar nossa insatisfação em relação aos ataques que temos sofrido nos últimos anos e que se intensificaram nesse período de pandemia. Queremos vacina para todos, queremos reajuste salarial, queremos manter os nossos direitos conquistados com muita luta pelas gerações passadas. Não assistiremos sentados, em frente ao computador, aos ataques contra a classe trabalhadora e contra os servidores públicos. A História nos convoca! Não haveremos de abandoná-la! Vamos às ruas dia 30 de abril!

PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email